16/02/2021 às 14h26min - Atualizada em 16/02/2021 às 14h26min

"Hoje a cidade amanheceu em colapso", diz Edinho Silva

Por Rian Fernandes Com uma madrugada conturbada na UPA da Vila Xavier, o prefeito Edinho Silva destacou que a cidade amanheceu com o sistema de Saúde em colapso. A fala aconteceu durante uma entrevista coletiva no Hospital de Campanha, na tarde desta terça-feira (16). "Eu quero mais uma vez chamar atenção da população de Araraquara para o momento que estamos vivendo. É um momento grave. Hoje a cidade amanheceu, tecnicamente, com seu sistema de Saúde em colapso. Nós tínhamos pacientes aguardando leitos e nenhum leito a ser ofertado", salientou o prefeito Edinho Silva. Vale lembrar que durante a manhã desta terça-feira (16) a secretária de Saúde de Araraquara, Eliana Honain, fez um boletim diário que chamou a atenção nas redes sociais. De acordo com ela, 16 pacientes aguardavam vagas em hospitais pelo local e não conseguiam transferência. Todos estavam com oxigênio porque não conseguiam respirar sozinhas. "Não podemos falar em nenhum momento de flexibilização de decreto, possibilidade de abertura de quaisquer serviços. Nós temos que manter o endurecimento ainda mais. Não há flexibilização de decreto. Eu peço, eu quase suplico que a população nos auxilie”, concluiu Eliana Honain. Abertura de novos leitos em Araraquara Conforme anunciado pelos secretários do Governo do Estado de São Paulo, serão 95 novos leitos na região de Araraquara, sendo que 70 deles serão instalados na Morada do Sol. Marco Vinholi anunciou também que haverá aumento no Hospital Estadual de Américo Brasiliense. De acordo com o secretário do Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, serão 40 leitos no Hospital de Campanha (30 de suporte respiratório e 10 de UTI) e mais 30 leitos de enfermaria no Pronto Socorro do Melhado. Dos leitos do Hospital de Solidariedade, dez deles devem começar a funcionar imediatamente. "Não vai faltar leito para as pessoas de Araraquara e região", salientou Marco Vinholi. "Nosso alívio vai ser melhor quando a gente tiver os leitos instalados e principalmente quando a gente diminuir a transmissão. Isso só vai ocorrer se a população ajudar", disse Eliana Honain. A abertura de novos leitos em Araraquara será por meio de um investimento de R$ 1,5 milhão por mês por parte do Governo do Estado de São Paulo. Segundo o prefeito de Araraquara, Edinho Silva, a prefeitura também vai ajudar no custeio. ENTRE EM NOSSO GRUPO DO WHATSAPP (CLIQUE AQUI)
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »