05/05/2021 às 18h15min - Atualizada em 05/05/2021 às 18h15min

Conheça a história da música "O Carpinteiro" (Conto de Fadas)

A música bombou nas redes sociais, principalmente no Instagram e TikTok

Guilherme Moro
Se você é uma pessoa atenta nas redes sociais, com certeza se deparou com três rapazes fazendo uma coreografia sincronizada e contagiante. Quem criou o famoso “passinho” foi o influenciador digital Orlandinho. Vários famosos aderiram à dança e publicaram em seus perfis, arrancando risadas de fãs e seguidores. Além dos passos, os versos iniciais: “Um conto de fadas/E um carpinteiro” também viraram febre na internet, principalmente no Instagram e TikTok. A música em questão é “O Carpinteiro”, gravada recentemente por Elias Monkbel e Nattan.



O que você provavelmente não conhece é a história que envolve essa música. A estória dessa faixa começa nos Estados Unidos, em 1966, quando Tim Hardin compôs a canção “If I Were a Carpenter”, gravada em seu álbum de 1967. Antes mesmo de ser gravada por Tim, a música alcançou o oitavo lugar na Billboard Hot 100 com o americano Bobby Darin que posteriormente lançou um álbum com o nome homônimo.



Enquanto tudo isso acontecia nos Estados Unidos, um dos mais populares cantores do Brasil na década de 60, influenciado por todos esses artistas, fez uma versão em português de “If I Were a Carpenter”. O nome da versão? “O Carpinteiro”, composta por Carlos Wallace e gravada por Ronnie Von, ainda em 1967. A versão composta por Carlos é a regravada pelo maranhense Elias Monkbel, que fez a música renascer dentro do gênero piseiro, que é muito popular no Norte do país.



“If I Were a Carpenter” foi regravada por diversos artistas, incluindo Robert Plant, vocalista do Led Zeppelin, Johnny Cash e até por Johnny Rivers e Stevie Wonder. A música foi tocada ao vivo no lendário festival de Woodstock, em 1969.

54 anos depois de ser composta e gravada, “O Carpinteiro” recebe um novo gás e conquista um público que provavelmente nunca iria a conhecer. Essa música é somente uma de várias outras que renascem após anos esquecidas. Uma prova de que independente de qualquer coisa, a boa música não envelhece.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »