24/09/2022 às 22h10min - Atualizada em 26/09/2022 às 22h10min

Obras da Ponte dos Machados serão retomadas semana que vem, diz prefeitura

Prefeitura diz que construção entrará em sua última fase após empresa ter pedido um reajuste

Os trabalhos na Ponte dos Machados devem ser retomados na semana que vem em Araraquara após uma reunião com a empresa responsável. A próxima fase da construção será a quarta e última, segundo a prefeitura, com instalação das peças pré-moldadas para a conclusão do projeto. Agora, um aditivo do contrato será publicado pelo Governo do Estado de São Paulo, prevendo mais 180 dias de obras. 

Conforme divulgado pela Prefeitura de Araraquara, desde a semana passada o Executivo analisava uma solicitação de reequilíbrio de preço da obra apresentada pela empresa. Em uma reunião que foi realizada nesta quinta-feira (22), a contraproposta da administração municipal foi aceita. A Prefeitura de Araraquara diz ter encontrados adversidades e dificuldades técnicas no projeto desde a assinatura da ordem de serviço, como a necessidade de uma intervenção da CPFL para remoção de fiação e depois da Cutrale, com retirada de seus dutos, além do período de chuvas e o reajuste solicitado pela empresa. 

"Essa obra é resultado de convênio com o Estado, no valor de R$ 2.1 milhões, e somente uma pequena parte é recurso próprio do município. Então todas as tratativas, de mudança na obra, readequação, tudo isso é feito em conjunto com o governo do Estado. Diante de todas as dificuldades, a Prefeitura se empenhou e, nesta semana, conseguimos entrar em consenso com a empresa, encontrar um reequilíbrio possível para que ela possa retomar com mais afinco a execução da obra, porque sabemos o quanto ela é importante para a comunidade e para a região", destacou Juliana Agatte, secretária municipalde Governo, Planejamento e Finanças.

A previsão é que na próxima semana a empresa coloque novamente as equipes e máquinas pelo local. Conforme divulgado pela prefeitura o projeto prevê uma nova estrutura que terá 25 metros de comprimento e 13 metros de largura, sendo 7 metros mais longa e 4 metros mais larga que a atual (de 18m x 9m). Além disso, a nova ponte será 1,10m mais alta. Também haverá faixa lateral para passagem de pedestres e ciclistas.

Vale lembrar que a obra da Ponte dos Machados é uma das obras atrasadas na cidade, assim como a nova sede do Corpo de Bombeiros. Alguns prazos de entrega já chegaram a ser divulgados, mas até agora a obra não foi concluída. 


A novela da Ponte dos Machados

A obra da Ponte dos Machados é assunto na cidade há aproximadamente três anos, desde janeiro de 2020, quando foram identificados danos estruturais no local. 

No dia 2 de julho 2021 o governo estadual assinou o convênio para a construção da nova ponte, com prazo estimado de 180 dias para a construção. No dia 12 de novembro do mesmo ano, o prefeito de Araraquara, Edinho Silva (PT), divulgou que a previsão era que a obra fosse terminada no primeiro semestre de 2022. 

"
A nova ponte será mais alta que a atual, aumentando a vazão do Córrego do Ouro. Será uma estrutura totalmente moderna. O projeto também inclui uma ciclovia. A previsão de término é para o primeiro semestre de 2022", divulgou o prefeito de Araraquara no dia 12 de novembro de 2021 após uma reunião com moradores da região.

Em janeiro de 2022 a segunda etapa das obras foi iniciada, porém ainda assim a obra atrasou. No dia 2 de agosto a prefeitura de Araraquara divulgou um novo prazo para entregar a nova Ponte dos Machados: o mês de novembro. Porém, agora, o aditivo do contrato que será publicado prevê até mais 180 dias de construção no local.

Vale lembrar que durante esse tempo, a obra da ponte chegou a ser até mesmo alvo de fiscalização do
 Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP), entrando em um relatório de construções paralisadas. "Todas as Prefeituras e órgãos estaduais serão notificados pelo TCESP a corrigir e prestar esclarecimentos detalhados sobre cada caso. Os valores das obras paralisadas que foram vistoriadas serão divulgados somente após a consolidação total dos dados", mencionou o TCESP em outubro de 2021. 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »