20/10/2020 às 11h12min - Atualizada em 20/10/2020 às 11h34min

Com reforma de R$ 8 milhões, PS do Melhado deve ser reaberto

O Pronto-Socorro do Melhado deverá reabrir em breve para atender os pacientes estão em observação da Covid-19 e aguardam resultados de exames. Assim, o local deve se juntar ao Hospital da Solidariedade e UPA da Vila Xavier para o enfrentamento da doença na cidade. 

"O Pronto Socorro do Melhado, neste momento, reabre para abrigar os pacientes em observação, aqueles pacientes que estão sintomáticos, que não estão bem, mas que ainda não têm um diagnóstico conclusivo porque os exames estão sendo feitos", comunicou o prefeito de Araraquara, Edinho Silva. 

Fechado em 2012, o PS do Melhado tem suas obras viabilizadas por meio de recursos do Ministério da Saúde, que liberou R$ 8 milhões por meio de dois convênios: R$ 4 milhões utilizados para reformas, adequações e ampliações, além da construção dos leitos-dia; outros R$ 4 milhões destinados para a compra de equipamentos.

Com isso, o local contará com uma estrutura de diagnóstico, exames laboratoriais, ultrassom, tomografia, raio-x, endoscopia, colonoscopia, além de tomografia para casos de AVC (Acidente Vascular Cerebral). Além disso, o PS do Melhado também atenderá situações de infarto agudo do miocárdio e receberá pacientes em observação de Covid-19. 

De acordo com Edinho Silva, a unidade de Saúde não deveria ter sido fechada. "Esse ano foi muito difícil por conta da pandemia, mas essa obra nunca parou, mesmo com as dificuldades que enfrentamos, como falta de material de construção, falta de matéria prima, mas nós vencemos todas as dificuldades e estamos na fase final para devolvermos o Pronto-Socorro do Melhado à população de Araraquara", conclui o prefeito. 

Acompanharam Edinho na vistoria as secretárias Eliana Honain (Saúde), Anna Padilha (Obras e Serviços Públicos) e Juliana Agatte (Gestão e Finanças); o coordenador de Participação Popular, Vinícius Soler; a coordenadora de Gestão da Secretaria de Saúde, Joice Nogueira; e a coordenadora de Urgência e Emergência, Fernanda Rodrigues.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »