29/11/2020 às 13h07min - Atualizada em 29/11/2020 às 13h08min

Influenciadores digitais movimentam o comércio de Boa Esperança do Sul

Por Guilherme Henrique Moro

Já parou para pensar no quanto a ascensão das redes sociais revolucionou algumas áreas de nossa vida? Os influenciadores digitais são grandes exemplos de como as curtidas, comentários e números de visualizações fazem parte do nosso cotidiano.

Mas o que de fato faz um Digital Influencer? Bom, é basicamente uma pessoa que detém o poder de influência e que com esse engajamento movimenta áreas da economia e entretenimento em geral. Criando uma identidade muito próxima com seus seguidores, uma pesquisa de 2016 mostra que 70% dos jovens confiam mais nos influenciadores do que nas celebridades convencionais. De olho nesses dados, o comércio boa-esperancense não ficou de fora e aderiu a essa nova categoria de geradores de conteúdo.

Em meio a pandemia, eles ganharam força total na cidade com a realização de sorteios, divulgação de produtos, restaurantes e comerciantes. Além disso, eles produziram conteúdo durante esse período de isolamento, fazendo com que pessoas se distraíssem e ficassem entretidas. Vamos conhecer algumas dessas pessoas?

Emerson Aparecido Del Passo - @emersondelpasso

Apesar de nunca ter sido uma pessoa ativa nas redes socais, Emerson Del Passo (28) foi convencido por alguns de seus amigos a postar dicas de produtos e transmitir mensagens em seu Instagram, tendo em vista que isso já era comum em seu círculo de amizades. Embora tivesse vergonha de gravar vídeos, logo se acostumou com a ideia que hoje encara como um trabalho. “Ajudo o comércio local com as divulgações e o público conseguem obter descontos e brindes em alguns de meus parceiros”.

Tendo um público geral de mais de 4 mil pessoas e interagindo diariamente com uma média de 300 internautas, o influencer trabalha somente com o Instagram e busca aprimoramento estudando a área e correndo atrás de informações para entender mais de como funciona esse recente mercado. “Estudo três horas por dia intercalando trabalho, Instagram e a vida pessoal. Já tenho curso técnico na área, mas brevemente quero fazer um superior em Propaganda e Marketing e pós em Marketing Digital”.

Sempre utilizando a palavra gratidão em suas mensagens positivas, Emerson também tem seus dias ruins e conta como faz para driblar as adversidades e seguir com seu trabalho nas redes. “Como eu vou passar uma mensagem positiva à alguém sem antes ter passado uma pra mim, não é mesmo? Sempre quando acordo procuro ler alguma reflexão, acender um incenso e mentalizar coisas boas”.

Com grande inspiração na influencer Jeh Mariano, Emerson se surpreendeu com o retorno do comércio local e atualmente trabalha com recebimento de produtos. “Como aqui a cidade é pequena imaginei que seria difícil. Eles toparam logo de cara. A dificuldade maior foi chegar com a ideia para eles, custei um pouco para elaborar a forma que seria”.

Aimê Rodrigues - @aimerodriguess

Na internet desde 2010, Aimê (27) começou fazendo vídeos para o Youtube antes mesmo da plataforma se tornar uma ferramenta rentável. Com um público de quase 20 mil pessoas, ela reside em Trabiju e tem seguidores por todo o Brasil. Depois de alguns anos trabalhando no Youtube ela rumou para as redes sociais, meio em que o Marketing Digital tomou uma enorme proporção. “Hoje em dia, tudo gira em torno das redes sociais e a divulgação é muito importante para o engajamento. Empresas e comerciantes sabem da importância do marketing digital e principalmente que ter um parceiro ativo no Instagram ajuda demais na divulgação da sua marca ou produto”.

Extrovertida, comunicativa e com experiência, Aimê comenta que todas as áreas em que atuou, contribuíram para o desenvolvimento de seu trabalho nas redes. “Eu já fiz teatro, participei de alguns concursos de beleza e acho que todo esse conjunto faz com que eu tenha uma boa comunicação para com os meus seguidores e pessoas ao meu redor. Óbvio que isso não me limita. Procuro sempre pesquisar sobre conteúdos, para ter embasamento naquilo que vou falar, ensinar e mostrar”. Apesar dos adjetivos, ela se demonstra um pouco tímida para buscar parcerias, mas recebe de braços abertos todos que queiram contar com seu serviço de divulgação.

Já não é de hoje que a exposição nas redes sociais é muito debatida. Todos os digitais influencers, querendo ou não, passam por isso e tem suas vidas menos privadas que a maioria das pessoas. Aimê é bem resolvida quanto a isso e relembra um fato que aconteceu em sua vida para exemplificar. “Acho impossível não expor a si mesmo quando se trabalha com internet, porque as pessoas são curiosas para saber mais sobre a pessoa que segue. Um bom exemplo é quando terminei meu relacionamento, eu lembro que recebi muitos directs dos meus seguidores perguntando o que aconteceu e cobrando um posicionamento. A pessoa que quer trabalhar com internet não deve ficar com muita paranóia de não se expor”

Atualmente, seu principal sonho é conquistar a total independência financeira e viver apenas de seu trabalho voltado para a internet.

Lucas Henrique Montoro - @lukinhamover

Amor de fã é algo que poucas pessoas conseguem explicar. Essa paixão fez com que Lucas (Lukinha) entrasse no mundo das redes sociais há oito anos atrás, buscando contato com outras pessoas que por coincidência tinham os mesmos ídolos que ele. Conhecendo um pouco do formato de cada rede, em 2015 ele encontrou nos stories do Snapchat um embrião do que seria o seu futuro trabalho como influenciador. “Fui percebendo que eu estava influenciando pessoas. Era muito natural. Me perguntavam onde eu comprei tal produto que postei aleatoriamente, perguntavam que dia era tal evento, se eu ia, se eu gostava etc. Vi que o negócio estava ficando sério quando nas eleições de 2018 quando começaram a me questionar em quem eu ia votar, porque estavam indecisos sobre seu próprio voto. Com isso eu vi a importância da influência”.

Ele recém completou 4 mil seguidores no Instagram e tem diversas inspirações no meio artístico. “Na parte do marketing e divulgação minha maior inspiração é Anitta. Na criação de conteúdo eu admiro demais o Gabriel Naste, que é um influencer e jornalista de São José dos Campos. Também tenho algumas inspirações aqui no interior, como o Édih e Jeh Mariano”.

Além das inspirações artísticas, o apoio vem de dentro da própria casa para seguir nessa extensa caminhada pela web. “Os mais importantes para mim, com certeza, são meus pais,Izabel e Cláudio e meu namorado Jonathas, que me dão a maior força do mundo e não me deixam desistir, pois a jornada nunca foi fácil e às vezes penso em desistir. Meu maior sonho é ser um influenciador digital reconhecido para passar minha mensagem e minha história para o mundo”.

Para conseguir algumas parcerias é necessário muito diálogo e conversa com os comerciantes. Ele deu alguns detalhes de como conseguiu suas primeiras parcerias com o comércio da cidade. “Comecei minhas parcerias com recebimento de produtos. Eu divulgava a empresa e eles me mandavam o que tinham a oferecer. Hoje em dia tenho mais de dez parcerias e estou estudando em começar a cobrar, pois digital influencer é um trabalho como todos os outros. Como futuramente vou levar isso como profissão, preciso ganhar dinheiro porque não vivemos só de roupas e lanches (risos)”.

Laís Seviero - @laisseviero


Estudante de farmácia e engenharia de computação, a jovem de 19 anos tem como grandes incentivadores seus pais, namorado, amigos e, claro, seus seguidores. A ideia de se tornar uma influenciadora veio após o convite de uma influencer de Araraquara para participar do Emy Beauty Digital Day. “No dia em que participei do evento, recebi dicas de muitas coisas. Eu sempre gostei de ser fotografada, de dar dicas de beleza e de estar no meio de novidades, porém era tímida e achava muito difícil ser digital influencer. Após o evento, surgiram mais oportunidades como uma campanha interna da Taiff com a Perfumaria Emy, na qual eu fui a ganhadora. A partir daí, comecei a ter mais visibilidade na região.

Atingindo um público de 6 mil pessoas em seu Instagram, ela acredita que não é necessário expor tudo que é feito nas redes. “Eu sempre coloco coisas que eu acho mais relevantes. Há meios de não expor tudo que fazemos, pois estamos no controle de nossas redes. Eu sempre tento passar o melhor de mim e dar atenção para todos, mas as vezes a rotina é corrida ou acontece algo e desse modo fico ausente. Os seguidores sempre entendem.

Para entender mais o mercado digital, Laís faz cursos online para se aprimorar no marketing e empreendedorismo. Ela diz que seu trabalho, assim como de todos os influencers, tem uma grande importância no comércio local. “Ajudo na economia da região por indicar os produtos ou lojas que tenho parcerias. As pessoas gostam das dicas e acabam comprando, pois sabem que tem alguém usando e gostando. Assim dá pra sentir mais confiança no produto ou loja e vivenciar a experiência também”.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »