19/02/2021 às 07h32min - Atualizada em 19/02/2021 às 01h49min

Representantes do comércio de Araraquara querem ajudar na luta contra a pandemia

Os representantes do comércio de Araraquara querem ajudar ativamente a cidade na luta contra a pandemia da Covid-19. Uma reunião foi feita na tarde desta quarta-feira (17), com o G7 da Câmara Municipal para falar sobre o assunto.
Os vereadores Carlão do Jóia, João Clemente, Lineu Assis, Luna Meyer, Marchese da Rádio, Marcos Garrido e Rafael de Angeli, o G7, se reuniram com um grupo de empresários e autônomos que representam mais de 700 envolvidos.
Na conversa foram discutidas formas de unir esforços para pensar em alternativas, por meio do diálogo, que possam ajudar a Prefeitura Municipal a diminuir a situação de calamidade pública por decorrência da pandemia, que consequentemente provoca diversos impactos na economia, como o desemprego, fome e desespero para aqueles que não contam mais com o auxílio emergencial.
Para dialogar sobre maneiras de ajudar Araraquara, o grupo solicitou uma reunião com a secretária da Saúde, Eliana Honain, e o Prefeito Edinho Silva. "Os empresários entendem a importância do LOCKDOWN e desejam contribuir ativamente para a maior eficiência do mesmo", comunicaram os vereadores do G7.
Além disso, perguntas foram enviadas para a Prefeitura de Araraquara para compreender as maneiras que os empresários da cidade podem contribuir no enfrentamento da pandemia. Veja abaixo:
  • Qual o prazo para a liberação dos 70 leitos com o governo estadual? A iniciativa privada pode fazer doações de serviços e bens materiais a fim de acelerar esse processo?
  • A iniciativa privada pode ajudar oferecendo leitos e montando leitos extras em espaços cedidos?
  •  Haverá alguma contrapartida dos governos municipais, estaduais e federais, como a isenção de impostos, linha de crédito, etc., para ajudar as micro, pequenos e médias empresas? O que foi pensado nesse sentido até agora?
  • Precisamos saber de forma CLARA, quais as medidas que estão sendo tomadas no combate ao COVID-19 e qual a diferença dessas medidas com os procedimentos da semana passada por exemplo, que já estava em fase vermelha. A diferença é só o lockdown? Como a iniciativa privada pode contribuir efetivamente para isso?
  • Acreditamos que o fortalecimento da fiscalização seja uma forma eficaz de conter aglomerações e ilegalidades que contribuem diretamente para o agravamento da Covid-19. Existe a possibilidade da iniciativa privada fortalecê-la de alguma forma? Se sim, como?
  • Quais são as iniciativas para conter a fome e a miséria das pessoas que estão sendo forçados a parar diante da situação que a cidade se encontra durante a pandemia? Como a iniciativa privada pode ajudar?

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »