11/03/2021 às 13h25min - Atualizada em 11/03/2021 às 15h32min

João Doria anuncia nova fase mais restritiva do Plano São Paulo

O governador João Doria anunciou uma nova fase para o Plano São Paulo na tarde desta quinta-feira (11), em coletiva no Palácio dos Bandeirantes. A "fase emergencial" terá validade por 15 dias e restringirá ainda mais o funcionamento das atividades econômicas e a circulação de pessoas no território paulista. De acordo com a coletiva apresentada pelo governador de São Paulo, a fase emergencial começará na próxima segunda-feira (15) e terá validade até o dia 30 de março. Segundo o Governo de São Paulo, foram 20 dias consecutivos de recorde de pacientes internados em UTI e são mais de 9 mil internados atualmente, uma quantidade 47% maior do que a 1ª onda da pandemia. "Já que a fase vermelha suspende atividades presenciais não essenciais, teríamos que ir além disso", disse o coordenador do Centro de Contingência, Paulo Menezes. Ainda segundo ele, as decisões foram tomadas com base na ciência. As medidas da fase emergencial aumentam a restrição nas atividades (veja abaixo): Atividades com restrição completa 
  • Serviços de retirada (take-away) de todos os setores
  • Lojas de materiais de construção
  • Celebrações religiosas coletivas
  • Atividades esportivas coletivas
Tele-trabalho obrigatório para atividades administrativas não essenciais 
  • Órgãos públicos
  • Escritórios e qualquer atividade desde que o setor não seja essencial
Não autorizada a entrega de alimentos e produtos ao cliente no estabelecimento comercial 
  • Permitido somente serviços de drive-thru (entre 5h e 20h) e delivery 24h para restaurantes e outros estabelecimentos comerciais.
Outras medidas
  • Toque de recolher das 20h às 5h
  • Proibição do uso de praias e parques
  • Proibição completa de qualquer aglomeração
  • Usar máscaras em todos os ambientes internos e externos
O governo estadual também recomendou o escalonamento do transporte público, dividido por horários, sendo eles: das 5h às 7h para trabalhadores da indústria; das 7h às 9h para trabalhadores de serviços; das 9h às 11h para trabalhadores do comércio. A recomendação foi feita para evitar a aglomeração no transporte. Além disso, as escolas abertas apenas para alimentação e distribuição de materiais escolares e chips devem funcionar com agendamento prévio. O governo estadual também recomendou que "todas as atividades nas escolas sejam reduzidas ao mínimo necessário para diminuir a circulação de pessoas". Os recessos de abril e outubro serão antecipados para o período entre 15 e 28 de março. A Secretaria da Educação também vai indicar que a medida seja adotada nas escolas municipais e particulares. Entre em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui)
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Zap
Atendimento
Oi, eu sou Willian Oliveira. Precisa de ajuda? Aqui você pode sugerir pauta, falar com nosso departamento comercial, estamos a sua disposição