24/05/2021 às 20h00min - Atualizada em 24/05/2021 às 20h00min

Araraquara atinge índice para novo lockdown, mas dados não valem; entenda

Segundo as regras, se índice se mantiver por 3 dias, a cidade para

Por Rian Fernandes
Araraquara ultrapassou nesta segunda-feira (24) o índice de 30% de contaminação por coronavírus. O número assusta porque é o previsto no decreto em vigor para se estabelecer um novo lockdown na cidade. No entanto, um pequeno ponto no documento muda por completo a regra.

O decreto municipal prevê que a taxa nos testes não pode passar de 30% dos pacientes sintomáticos por três dias consecutivos ou por cinco dias alternados em um prazo de sete dias de intervalo. Se isso acontecer, a cidade pode voltar a fechar tudo novamente. 

De acordo com o boletim diário do Comitê de Contingência nesta segunda (24), Araraquara não chegou a alcançar o limite de 20%, também previsto no decreto, em testes gerais (contando sintomáticos e assintomáticos. No entanto, considerando apenas os sintomáticos que procuraram os serviços de saúde, o percentual foi de 30,3%, ultrapassando o limite estabelecido, que é de 30%. 

Porém, em todas as segundas o total de amostras analisadas é inferior ao que é comum durante o restante da semana, por ser a volta de um fim de semana. Assim, devido ao total baixo de amostras coletadas (foram apenas 95 análises), o dia não é considerado. Isso acontece porque é preciso uma quantidade de testes mínima para que a regra passe a valer, que é de cerca de 240 testes. No entanto, é importante ressaltar que caso o mesmo percentual se mantenha nos próximos dias, quando normalmente é feito mais testes, a regra da taxa de positividade pode ser considerada válida. 

"
Entende-se por taxa de positividade a proporção da quantidade de positivados para a COVID-19 face ao total de exames realizados diariamente pelo serviço público, quantidade esta nunca inferior a 0,1% (um décimo por cento) da população da cidade", explica o decreto sobre a quantidade de testes necessários para que a regra seja considerada.

Segundo o decreto, se os índices continuarem em 30% ou acima, a abertura das atividades econômicas será suspensa por, no mínimo, sete dias. Caso feche em alguma ocasião, o retorno apenas acontece depois de três dias seguidos com a taxa de positivação abaixo de 20% no caso dos sintomáticos. 

*Matéria atualizada às 19h54 para correções*
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »