27/05/2021 às 17h38min - Atualizada em 27/05/2021 às 17h38min

Cidades menores sofrem com coronavírus e vagas em UTI estão no limite

Falta de vagas e ocupação em leitos de UTI preocupa

Por Rian Fernandes
A situação da pandemia do coronavírus é crítica na região de Boa Esperança do Sul, também em cidades do mesmo porte. Com isso, hospitais encontram dificuldades para arrumar vagas em leitos para internações e autoridades de saúde se preocupam com o avanço de casos da doença. 

Desde o início da pandemia, Boa Esperança do Sul registrou um total de 18 óbitos por decorrência da Covid-19. Outras cidades, praticamente do mesmo tamanho que Boa Esperança do Sul, contabilizaram até um total de mortes maior, como é o caso de Nova Europa, com 31 vítimas fatais para a doença. 

Bocaina, também da região, possui um total de 30 óbitos confirmados por decorrência da Covid-19. Em Dourado e Gavião Peixoto o total de óbitos também é maior que dez, pois ambos os municípios tiveram até o momento 12 vítimas da doença. 

Em Araraquara, cidade referência para municípios menores da região, como é o caso de Boa Esperança do Sul, a ocupação dos leitos de UTI está em 98%. São 185 internados, em enfermaria e UTI, sendo a maioria são pessoas que moram em outras cidades. Com isso, fica a preocupação para conseguir novas vagas em hospitais de referência em situações mais graves.

"A região de Araraquara permanece com falta de vagas em leitos por conta do aumento nas internações de pacientes com coronavírus. Os casos da doença não param de subir na cidade, mas a situação só vai melhorar com o apoio da população", alertou a Prefeitura de Boa Esperança do Sul na semana passada.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »