03/08/2021 às 11h06min - Atualizada em 03/08/2021 às 11h06min

Moradores do Parque Atlanta reivindicam do poder público atenção ao Bairro

Falta de asfalto e descarte de lixo têm sido grandes problemas para quem reside na região

Direto da Redação
Foto: Câmara

Os moradores do Condomínio Residencial Parque Atlanta relatam que vivenciam grandes transtornos no bairro. Eles apontam que existem irregularidades que precisam ser sanadas pelo governo municipal. O condomínio tem 150 imóveis e faz divisa com uma Área Verde. O assunto foi tratado em uma reunião com o vereador Rafael de Angeli (PSDB).

 

O presidente da associação dos moradores, João Elias, relatou alguns problemas no entorno do condomínio, como a limpeza da área que fica ao redor do residencial, onde descartam lixos de forma irregular e oferece risco devido à falta de segurança.

 

Também solicitou, em nome dos moradores, a sinalização de solo, pintura de demarcação de vagas para estacionamento e guias nas vias em frente ao Parque Atlanta.

 

Sem Asfalto

 

A principal questão levantada pelos moradores das proximidades diz respeito ao asfalto da continuação da Rua Maria Marcelina de Campos, que ligaria aquela parte da cidade ao Jardim Lupo I e Vale do Sol, o que estaria na maquete e no projeto inicialmente aprovado.

 

O asfalto nesta via nunca foi executado e o entorno da Área Verde, que conta com calçada, postes e as luminárias, também não foi pavimentado.

 

Pelo que os moradores nos mostraram, existem diversas irregularidades. A área de preservação está esquecida, já furtaram parte do arame farpado da cerca e o local está sendo usado para descarte de lixo. Vamos cobrar o devido cuidado e pedir esclarecimentos à Prefeitura sobre a pavimentação dessa via, que seria muito útil aos moradores dessa região”, explicou Angeli.


 

Para buscar respostas, o parlamentar enviou ao prefeito, no dia 23 de julho, um requerimento em que questiona a falta do asfalto. Ainda existem duas indicações, do mesmo vereador, para que seja feito um estudo e realização de ações em cima das questões apresentadas.

 

A Prefeitura tem o prazo inicial de 15 dias para responder aos questionamentos do requerimento, prorrogável por até 55 dias.


Fonte: Câmara Araraquara


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »