21/08/2021 às 14h01min - Atualizada em 21/08/2021 às 14h01min

O filho que Araraquara adotou

Ammar Hashim, imigrante iraquiano, sobreviveu ao ambiente de guerra. Hoje é empresário na cidade: “Aqui eu tenho liberdade”

Cassiane Chagas

Ammar Imad Hashim Hashim é um exemplo de superação. O empresário, de 35 anos, é iraquiano e mora em Araraquara desde de 2019. Conseguiu sobreviver ao ambiente de guerra. Ele saiu de casa muito cedo, no período dos conflitos entre os EUA e o Iraque, em 2003.

A guerra teve início quando, o então presidente dos Estados Unidos George W. Bush, determinou a invasão ao Iraque, alegando que Saddam Hussein, que comandava o país árabe, estaria envolvido com o grupo terrorista al-Qaeda e que o país (Iraque) tinha armas de destruição em massa. Mesmo que delegados da ONU concluíssem que não havia nenhum tipo de arma nuclear no país, Bush formou uma coalizão militar contra os iraquianos.

Os EUA, com o apoio de tropas britânicas, italianas, espanholas e australianas, deram início à guerra contra o Iraque, com um intenso bombardeio. Ainda não existem registros oficiais, porém estimou-se que durante os anos de 2003 a 2011 foram mortos entre 100 mil a 600 mil pessoas em decorrência da guerra. Ammar deixou o país em busca de liberdade.

Depois do início da guerra, em 2003, eu sai do Iraque. Passei pela Síria, onde fiquei por cinco anos, após esse período fui para o Líbano, depois para a Turquia. Durante esses anos eu ainda visitava o Iraque. A última vez que eu visitei o país foi em 2016 e fui embora novamente em 2017 com destino às regiões da Malásia, Egito e Rússia. Foi nesses últimos quatro anos que encontrei o Brasil”.

Ammar conheceu o Brasil em 2017, onde morou na cidade de Santos. Entre março e abril de 2019 visitou Araraquara e se apaixonou pela cidade. “Eu trabalhava com exportação de cosméticos. Já percebia que a cidade era mais tranquila, tinha um povo diferente, então me mudei para cá. Aqui em fico em paz. Araraquara é uma cidade maravilhosa, tranquila. Eu tenho liberdade”.
 

Comida: Afeto e Recordação

Ammar Hashim é proprietário do Alsendebad Restaurante, de comida tipicamente árabe. O restaurante é localizado na Rua São Bento, 1843, próximo ao Parque Infantil. Além de um local bastante intimista e confortável, com estacionamento próprio, o cliente aprecia a experiência de viajar para o país árabe, por meio dos pratos típicos 100% genuínos, com temperos realmente tradicionais.

Quando Ammar chegou em Araraquara, sentiu falta da comida do seu país, não apenas como forma de afeição, de recordação da família, mas porque na cidade faltava um lugar onde a comida apresentasse um tempero mais forte, mais característico. Não demorou muito para ele perceber que estava praticamente com a “faca e o queijo nas mãos”.

Morando em Araraquara eu procurei um restaurante árabe porque sentia falta da comida. Não achei nada. A partir daí, eu pense em abrir um restaurante árabe 100% tradicional”, explica.

Assim, tanto as famílias árabes da cidade, quanto os apreciadores da comida, podem desfrutar de um lugar autêntico, onde os temperos são realmente tradicionais e específicos. Uma total explosão de sabores.

Com refeições, lanches e doces 100% tradicionais da culinária árabe, o resultado não poderia ser outro. O restaurante caiu nas graças de boa parte da cidade. O desafio agora é levar essa tradição ao conhecimento de todos.

As famílias ficaram apaixonados pela nossa comida. Muita gente gostou, mas nem toda a cidade nos conhece. Cerca de 20% das pessoas conhecem nossa comida. Mesmo assim, eu recebo ótimos feedbacks porque nossa comida é 100% árabe, 100% de sabor, 100% de tempero”, ressalta.

O coronavírus e os dias difíceis

Ammar estabeleceu como meta inaugurar o Alsendebad Restaurante, no ano passado, mas infelizmente a pandemia atrasou o sonho no empreendedor.

Terminei a reforma do local em março de 2020. Então precisava começar a vender, mas infelizmente chegou o coronavírus e tivemos que ficar fechados por causa da pandemia. Graças a Deus e com as medidas sanitárias, eu consegui abrir o restaurante em maio de 2021, no Dia das Mães”.


Mas trazer uma comida 100% árabe para Araraquara é um trabalho árduo. Desde o chef de cozinha aos temperos típicos, tudo é importado. “Aqui no Brasil não se usa muitos temperos e foi difícil adaptar a comida árabe aqui. Tanto que os temperos e os produtos vêm de fora do País. Isso faz com que a comida do restaurante seja genuína”, afirma.

A Felicidade completa

Apesar de Ammar Hashim ter saído do Iraque sozinho, conseguiu trazer seus pais para Araraquara.
 

“Em outubro de 2020 eu consegui trazer meus pais, que enfrentavam muitos problemas no Iraque. Eu fiquei feliz de trazê-los para o Brasil. Eles gostam muito daqui, todos nós gostamos. Eu não consigo sair mais, sou feliz aqui. Sou apaixonado pelo povo brasileiro, porque tem liberdade aqui. Posso dizer que eu fiquei em paz. Não tem nada de guerra ou de problemas como no país árabe”, reforça.


Araraquara, como não Ammar?

Eu gosto muito das pessoas daqui. É uma população inteligente, refinada. Eu nunca tive nenhum tipo de problema”, diz Ammar com um sorriso fácil.

O imigrante, de coração araraquarense, deseja que o crescimento da cidade seja permanente. “Eu quero que a cidade cresça e cada vez mais eu observo isso. A cada dia vejo um condomínio novo, uma construção nova, Araraquara está cada vez maior”.

O empresário não pensa em sair de Araraquara. Pretende formar uma família na cidade. Ele quer criar suas próprias raízes, neste lugar onde conheceu a liberdade.

Não penso em sair daqui nunca. É como um peixe, que se sair da água pode morrer. É assim que me sinto com relação a Araraquara”.

Muitas histórias, minha morada: Araraquara.



Conheça a culinária do Alsendebad Restaurante


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »