Araraquara Agora Publicidade 1200x90
Araraquara Agora Publicidade 728x90
23/01/2023 às 13h46min - Atualizada em 23/01/2023 às 13h46min

'Quando se tem derrota é cobrança e a gente se cobrou no final do jogo' diz técnico da Ferroviária

Clima foi de cobrança após derrotas semelhantes em casa para São Paulo e Santo André no Paulistão

Flavinho Fernandes
Foto: Tiago Pavini/Ferroviária SAF
Com duas derrotas seguidas na Fonte Luminosa, a Ferroviária vive momento de cobranças dentro do elenco.

O time perdeu nesse domingo pelo Santo André, por 2 a 1, de virada, o mesmo que aconteceu contra o São Paulo, na segunda rodada, a única vitória conquistada pela Locomotiva foi longe fora de casa em Diadema, na estreia contra o Água Santa, quando fez 3 a 1.
 

Quando se tem derrota é cobrança, a gente se cobrou no final do jogo. A gente não pode ir para o intervalo com vantagem no placar, voltar no segundo tempo e levar virada. O campeonato paulista é muito rápido e curto. Temos que nos recuperar entender a competição que estamos jogando, precisamos estar mais atentos para que nas próximas rodadas, consigamos equilibrar os dois tempos e não deixar escapar a vitória. Afirmou o técnico Vinicius Munhoz em coletiva após o jogo.





O meia Rafael Costa um dos mais experientes do elenco, também falou sobre as cobranças 
 

O discurso é de cobrança, é inadmissível a gente fazer o primeiro tempo que fez, o jogo controlado, apesar de termos sofrido no fim com um pênalti. É uma derrota que dói muito, em todos, mas não tem o que ficar lamentando, o campeonato é curto. O clima é de cobrança, temos que dar muito mais, comentou o meia Rafael Costa.


O time tem demonstrado nervosismo. O zagueiro Ronaldo Alves foi expulso quando o duelo estava empatado em 1 a 1 com o Ramalhão. A Ferroviária é a equipe com mais amarelos até o momento, ao lado do Mirassol. No total, em três partidas, são 12 cartões distribuídos aos jogadores da locomotiva.
 

Falta mais tranquilidade, especialmente no último terço do campo. Sabemos que construir é muito mais difícil que destruir. O Santo André veio postado lá atrás, conseguimos furar o bloqueio, fizemos o gol, então é inadmissível tomar a virada e perder do jeito que foi, disse Costa.


O meia também alertou para mais semelhanças das derrotas em casa, como o tipo de gols sofridos, e já com a partida próxima do fim.
 

Por serem dois jogos em casa, a gente sai um pouco, queremos buscar a vitória de qualquer jeito e acaba deixando espaço lá atrás. Os gols da virada foram semelhantes, bola de cruzamento. Mas é o time todo, quando defendem, são todos, quando atacam são todos. Temos que melhorar e vamos buscar isso para pontuar no próximo jogo. Finalizou Rafael Costa.


A locomotiva está em terceiro lugar no Grupo C, com três pontos. Na quarta-feira, o time enfrenta o Red Bull Bragantino, às 19h, no estádio Nabi Abi Chedid em Bragança Paulista.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »