Araraquara Agora Publicidade 1200x90
Araraquara Agora Publicidade 728x90
24/01/2023 às 06h31min - Atualizada em 24/01/2023 às 06h58min

‘O medo não vai me paralisar’, diz Thainara Faria; DIG busca por autor das ameaças

Por medida preventiva, a deputada estadual eleita participará de sessão á distancia nesta terça-feira (24)

Câmara Araraquara/ Divulgação

Leia Ainda:
Motorista é socorrido após acidente entre carro e trator.
Homem é preso em bar após agredir a namorada em Araraquara.

 



Eleita deputada estadual por São Paulo, a vereadora Thainara Faria (PT) agradeceu as mensagens de apoio recebidas depois que ela foi ameaçada de morte.


 

O medo não vai me paralisar”, disse em vídeo divulgado ontem (23) nas redes sociais.

 


 

 

No entanto, na manifestação, a vereadora disse que também recebeu mensagens de ódio. “A herança do bolsonarismo ainda é muito viva na cabeça das pessoas e no coração. Estamos vivendo em uma sociedade de muito ódio”.

 

No fim de semana passado, Thainara esteve em Brasília para o 1º Encontro de LGBT+eleites. A parlamentar disse que teve que deixar a capital escoltada por ter sido ameaçada de morte “com requintes de maldade, racismo e LGBTfobia”.

 

Thainara diz que não vai mais ser tão atuante nas redes sociais por questões de segurança, mas que a luta continua.


 

Vamos seguir lutando contra o racismo, contra a LGBTfobia, contra todos os males que estão acabando com a sociedade. Queremos um país livre, pessoas livres para serem felizes, para trabalhar, para estudar”.


 

Em nota, o PT se solidarizou com a deputada eleita. “É triste e inaceitável ataques racistas e LGBTfóbicos. Você não está sozinha!”, diz a nota, acrescentando que a situação não pode ficar impune.

 

As ameaças foram registradas em boletim de ocorrência. A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) já iniciou as investigações para localizar o autor do e-mail que ainda não foi localizado.

 

 

Medida Preventiva

 

 

Como medida de prevenção, Thainara deve participar da sessão ordinária à distância nesta terça-feira (24). O objetivo é garantir a segurança da vereadora. De acordo com o presidente da Câmara, vereador Paulo Landim (PT), a decisão não deve afetar a participação de Thainara Faria que terá “ o direito de legislar”, disse.

 

Um reforço parlamentar será adotado para que a vereadora cumpra seus compromissos. A agenda de Thainara não será mais divulgada com antecedência.


A Câmara ainda entrou em contato com a Polícia Militar e a Secretária de Cooperações de Assuntos de Segurança Pública para que se ampliem a segurança durante as sessões em Araraquara.





Colaboração: Agência Brasil 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »