05/02/2021 às 07h06min - Atualizada em 05/02/2021 às 00h16min

Prefeitura, Ministério Público e entidades comerciais abordam enfrentamento à pandemia

Em uma série de reuniões nesta quinta-feira (5), a situação da pandemia foi abordada pelo prefeito Edinho, por secretários municipais, pelo Ministério Público e por representantes das entidades comerciais de Araraquara. Pela manhã, a reunião foi realizada de forma online com os promotores Noemi Corrêa e Herivelto de Almeida, do Ministério Público, e também teve participação dos setores econômicos. À tarde, presencialmente, Edinho e os secretários se reuniram com representantes das categorias empresariais (comércio, bares, restaurantes, academias, postos de combustíveis, shoppings, eventos, entre outros), quando os números da doença foram apresentados pela secretária de Saúde, Eliana Honain. Edinho destacou que a Prefeitura aguarda a reclassificação da região de Araraquara no Plano São Paulo. A nova divulgação será feita pelo Governo do Estado nesta sexta-feira (5). No momento, o município se encontra na fase laranja, que permite o funcionamento presencial das atividades econômicas até as 20h (exceto bares). “Sabemos das dificuldades dos setores empresariais, do comércio, do setor de alimentação. Em uma pandemia em que estamos vivendo, de crise econômica internacional, Araraquara não seria diferente. O desemprego está aumentando, a renda está caindo e as famílias passam dificuldades. A Prefeitura está trabalhando nesse sentido para que a gente cuide das famílias em vulnerabilidade e que estão sofrendo com a recessão econômica”, destacou o prefeito. “Hoje, esta quinta-feira, é o pior dia desde março de 2020, quando a pandemia chegou à cidade de Araraquara. Vamos reforçar a estrutura da UPA da Vila Xavier. Também estamos ampliando os leitos de UTI no Pronto-Socorro do Melhado para enfrentar a pandemia”, declarou Edinho. Nesta quinta-feira, mais cinco óbitos foram registrados por Covid-19 em Araraquara, totalizando 126 desde o início da pandemia. Também foram confirmados mais 111 casos, chegando ao total de 10.794. São 121 pacientes internados na cidade, sendo 85 em enfermaria e 36 em UTI. “Vamos enfrentar e superar essa situação. Mas não adianta a Prefeitura crescer sua estrutura de atendimento se a população não tomar os cuidados necessários para conter a contaminação. Vivenciamos, nos últimos dias, um crescimento vertiginoso de casos. Quanto mais pacientes positivados tivermos, mais pacientes vão se agravar, mais pressão por estrutura nós teremos. Além de ampliarmos a estrutura, a forma de enfrentarmos tudo isso é fazer com que a contaminação caia”, concluiu. Participaram da reunião os vereadores Edson Hel (Cidadania) e Marchese da Rádio (Patriota); o vice-prefeito e secretário do Trabalho, Desenvolvimento Econômico e Turismo, Damiano Neto; as secretárias Eliana Honain (Saúde), Juliana Agatte (Governo, Planejamento e Finanças), Amanda Vizoná (Direitos Humanos e Participação Popular) e Mariamália de Vasconcellos Augusto (Justiça, Modernização e Relações Institucionais); o secretário de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública, coronel João Alberto Nogueira Júnior; e o chefe de gabinete, Alan Silva.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »