28/05/2021 às 15h45min - Atualizada em 28/05/2021 às 15h45min

Catadoras da Acácia sofrem com materiais furtados e ameaças; vereadora pede providências

Denúncias foram recebidas pelo gabinete da vereadora

Foto/Reprodução: Câmara Municipal de Araraquara
A vereadora Luna Meyer (PDT) pediu providências e soluções à prefeitura quanto ao saqueamento de bags das trabalhadoras da Coleta Seletiva (Cooperativa Acácia). As denúncias foram recebidas pelo gabinete da parlamentar e dão conta que os materiais são furtados em vários pontos de Araraquara

Além dos materiais estarem sendo furtados, a vereadora também foi informada que as coletoras também sofrem com ameaças, que partem de indivíduos que se apropriam de maneira indevida do material reciclável que já foi armazenado nos bags.

“Relataram ainda que, diante da situação de perigo e vulnerabilidade que essas trabalhadoras ficam expostas, os próprios moradores passaram a acolhê-las quando ameaçadas e a reterem o material em apenas um ponto da rua para tentar minimizar os riscos; todavia, tais medidas não são suficientes para coibir os delitos”, explicou Luna Meyer. 

Além das denúncias, uma assessora da parlamentar também testemunhou a ação de um homem na Rua Prudente de Moraes, que passava pelo local com uma moto e ao parar com o veículo, passou a saquear os bags de coleta que estavam em pontos aguardando o caminhão da cooperativa. 

Moradores tentam ajudar

Por conta dos frequentes acontecimentos, os próprios moradores dos bairros estão se mobilizando para tentar impedir os saques, retendo o material em suas portas até a chegada da coleta, para entregar em mãos. Porém, os infratores passaram a saquear os bags que ficam nas esquinas aguardando a coleta pelo caminhão.

“Diante da problemática que causa prejuízo material às cooperadas e, principalmente, perigo a suas integridades físicas e morais, sugerimos que seja analisada junto à Secretaria de Segurança Pública a possibilidade de designar viaturas para policiamento ostensivo nos locais e horário das coletas, a fim de garantir a segurança necessária às trabalhadoras, por tempo suficiente para interromper o hábito da prática delituosa”, concluiu a vereadora.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »