30/08/2021 às 09h39min - Atualizada em 30/08/2021 às 09h39min

Polícia consegue prender dois suspeitos de ação criminosa em Araçatuba

Ação matou três pessoas. Moradores vivem terror

Direto da Redação
Foto: Divulgação

A polícia conseguiu prender dois suspeitos que participaram do ataque à três agências bancárias na região central de Araçatuba (290 quilômetros de Araraquara), na madrugada desta segunda-feira (30). Unidades da Polícia Militar de Araçatuba, com o apoio de equipes de Bauru, São José do Rio Preto e Presidente Prudente, além do Águia e da Polícia Civil participam das diligências.

 

Uma equipe do GATE (Grupo de Ações Tática Especiais) também está em deslocamento para o município. Houve reforço de equipes vindas de outras partes do estado. A cidade está cercada pela polícia para tentar prender os demais integrantes do grupo.

 

A Associação Comercial solicitou à prefeitura que os comércios fiquem fechados.

 

Na ação ao menos três pessoas morreram e outras quatro ficaram feridas, uma das vítimas tentava filmar a ação. A vítima morreu durante o confronto com a polícia na área rural. A terceira vítima era integrante do grupo.

 

Quatro pessoas estão internadas em estado grave. Um homem, de 28 anos, que foi baleado no abdômen, outro homem de 31 anos que foi atingido no rosto e nos braços. Outra vítima, de 38 anos, que está entubada e ainda um jovem de 25 anos que foi atingido na explosão. O jovem passou por cirurgia e está entubado. Nenhum policial deu entrada com ferimentos.


O caso já é investigado pelo Departamento Estadual de Investigações Criminais de Araçatuba, com o apoio da 5ª Delegacia de Polícia de Investigações sobre Furtos e Roubos a Bancos.
 
A Polícia Militar de Araçatuba disse que pelo menos duas agências bancárias tiveram seus caixas danificados por ação de explosivos e que outras agências foram alvos de disparos de arma de fogo.
 
 “Os infratores da lei usaram transeuntes que passavam no local como escudo humano para transitar a pé e com os veículos utilizados na ação criminosa e utilizaram drones para monitorar toda a ação, tanto na chegada ao perímetro urbano quanto na fuga para a zona rural. Foram deixados explosivos em pelo menos 14 pontos da cidade, incluindo um caminhão carregado com emulsão em frente a uma das agências atacadas”, informou em nota divulgada à imprensa.
 
Durante a fuga, os veículos utilizados na ação foram deixados para trás com farta munição e armas de grosso calibre, entre elas fuzis calibre .50 e 7.62 mm, além de “miguelitos”, que são artefatos de metal utilizados para furar pneus de veículos.
 
Segunda a PM de Araçatuba, ainda não há um número exato de suspeitos,“mas estima-se que a ação tenha contado com pelo menos 15 deles no centro da cidade”.
 
Com a intenção de isolar a cidade, os infratores incendiaram veículos nas pontes do Rio Tietê, em Buritama, e Santo Antônio do Aracanguá. Também incendiaram veículos próximo ao trevo de Guararapes e na praça de pedágio em Glicério, bem como dois veículos no centro de Araçatuba.
 
A PM solicita à população de Araçatuba que evite passar pelo centro da cidade, pois ainda há muitos explosivos no local e pode ser que mais artefatos sejam encontrados. “Caso algum cidadão se depare com algo estranho, por favor, não mexa, ligue para o número de emergência 190. Policiais militares estão trabalhando de forma incansável na busca pelos autores desse delito. Pelo menos dois deles já foram capturados”, acrescenta a nota.

 
 

Terror
 

Durante a madrugada, reféns foram colocados em cima de carros. Para monitorar os policiais, os criminosos contaram com o auxílio de drone. No ataque o grupo usou dez carros. Alguns serão periciados, pois foram abandonados nas ruas. Veículos de moradores também foram roubados na fuga.

 


Veja a ação




Colaboração: Ludmilla Souza - Repórter da Agência Brasil - São Paulo
Edição: Graça Adjuto


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »