02/06/2020 às 19h10min - Atualizada em 02/06/2020 às 19h18min

“Extraordinário” é o nome, mas també o adjetivo perfeito para classificar esse filme

“A grandeza não está em ser forte, mas no uso correto da força. Grande é aquele cuja força conquista mais corações pela atração do próprio coração.”

Por Wendel Colombo

Por dias eu pensei e pesquisei sobre filmes que pudessem me fazer sentir mais humano. O filme "Extraordinário" foi lançado em 2017, e eu pude assisti-lo apenas esse ano. O ano de 2020 tem sido um ano extremamente difícil para muitas pessoas. Ficar distante, deixar de abraçar quem amamos, e esse filme nos trás essa sensação de que quando tudo isso passar, a primeira coisa que devemos fazer, é abraçar quem amamos.

O filme conta a história de Auggie, um garotinho que nasceu com uma deformidade facial, e que já passou por 27 cirurgias plásticas. Seus pais precisam lidar com o primeiro ano do filho indo para escola. Auggie (Jacob Tremblay) ganha de Natal um lindo capacete de astronauta, e começa a usar ele a seu favor, para esconder seu rosto das pessoas.

Todos nós sabemos que o primeiro dia de aula é sempre com o coração apertado, a sensação de deixar seu filho, de entregá-lo ao mundo começa desde o primeiro dia de aula. Auggie é viciado em ciências, e sua mãe sempre deu aulas em casa para ele, é inteligente, carismático, e isso preocupa um pouco seus pais, que são interpretados pela incrível Julia Roberts e o talentoso Owen Wilson (Marley e Eu).

Auggie precisa lidar na escola com os julgamentos, pressões, as crianças o olhando sem disfarçar, apontando o dedo, e até mesmo dizendo que quem encostar nele, vai se contaminar com a praga. Sua irmã mais velha chamada Via (Izabela Vidovic) sofre com a ausência dos pais que, depois do nascimento de Auggie deixaram a filha de lado, que também sofre com a morte repentina de sua avó.

Então, chegamos ao ponto chave do filme. Auggie conhece Jack Will, interpretado pelo ator mirim que me encantou, o talentoso Noah Jupe. Jack se torna um dos personagens centrais da história ao perceber que não existe nenhum problema em ser amigo de Auggie, e que a amizade dele é tão importante para Jack ao ponto de fazer o amigo chorar ao magoá-lo.

Auggie e Jack vivem aventuras incríveis juntos, passam por momentos onde grandes amigos de escola deveriam passar, Jack o defende, briga por ele, e a cada momento nós percebemos o quão é importante a amizade, o quanto nos faz bem.

Extraordinário nos faz sentir de volta a sensação de amar o próximo cada vez mais, sem julgamentos. Auggie segue na escola sendo amado, e na formatura acontece algo que é o ápice do filme, foi onde eu não me controlei e precisei cair em lágrimas.

Mas Wendel, porque Extraordinário precisa ser assistido?

Eu coloquei o filme sem intenção nenhuma, ele já estava na minha lista, e quando foi lançado eu não tive a oportunidade de assisti-lo, mas Extraordinário só prova o quanto podemos fazer uma pessoa se sentir incrível, sentir-se acolhida e ter ao lado pessoas que não a julguem por ela ser como é.

E eu não poderia encerrar esse texto sem uma frase que Auggie deixou, e eu vou guardar comigo sempre.

"A questão é que todos temos que lidar com dias ruins". - Extraordinário.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »