04/03/2022 às 00h09min - Atualizada em 04/03/2022 às 00h09min

Prefeitura faz operação em ferros-velhos de Araraquara

Ação contou com o apoio da Polícia Militar

Imagem: Prefeitura de Araraquara

Nesta quinta-feira (03), a Prefeitura de Araraquara realizou uma operação em cinco ferros-velhos da cidade com o objetivo de detectar a receptação de objetos furtados e combater possíveis focos de dengue. A ação contou com o trabalho da Polícia Militar, Guarda Civil Municipal, fiscais da Sala do Empreendedor — que pertence à Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Econômico e Turismo — e fiscais da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade.

O secretário de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública, Coronel João Alberto Nogueira Júnior, explicou que a ação teve vários propósitos. "O foco principal é detectar eventualmente a receptação de objetos furtados. Secundariamente também observamos toda a parte legal do funcionamento desses estabelecimentos, se eles estão de acordo com as normas sanitárias e também para evitar a proliferação do Aedes aegipty", salientou.

Em um estabelecimento localizado no Jardim Biagioni, os fiscais da Secretaria de Meio Ambiente elaboraram um auto de fiscalização e fizeram orientações aos proprietários. Em um ferro-velho do Jardim Brasil, o local estava aberto, porém não havia pessoas. Mesmo assim, a fiscalização do Meio Ambiente constatou diversas irregularidades em APP (Área de Proteção Permanente) e focos de dengue. Por não ter pessoas no local, nenhum documento foi elaborado por enquanto.

Em um estabelecimento no Jardim Santa Júlia, os fiscais do Meio Ambiente elaboraram um auto de fiscalização, enquanto os fiscais da Sala do Empreendedor fizeram um auto de advertência e intimação. Já no ferro-velho localizado no Jardim Tabapuã, foi elaborado auto de fiscalização e intimação pela Secretaria de Meio Ambiente, referente a irregularidades do galpão. Em outro ferro-velho do Biagioni, os fiscais do Meio Ambiente elaboraram um auto de fiscalização.

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »