16/07/2020 às 11h47min - Atualizada em 16/07/2020 às 11h52min

"Estamos trabalhando para sobrevivência", diz Deliza sobre o comércio

Por Rian Fernandes

Nesta quinta-feira (16) comemora-se o Dia do Comerciante, no entanto já não é novidade que os estabelecimentos não enfrentam o melhor momento, por conta da pandemia causada pelo novo coronavírus. Isso ocorre porque houve a imposição de medidas restritivas que dificultam o funcionamento e, consequentemente, afetam a renda dos pequenos e grandes empresários, tudo no período considerado o pior já enfrentado pelo Brasil. Pelo menos é o que afirma o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Araraquara (Sincomércio), Antonio Deliza. 

"Esse é o pior momento da história do Brasil, em termos econômicos e de saúde públicas. Nós nunca tivemos uma situação dessa. (...) Pelo que eu tenho buscado, a gente nunca viu isso. Nós vivemos guerras mundiais, mas não presenciais no nosso território. Então isso, realmente, é uma crise sem precedentes, um inimigo oculto, invisível", salientou Deliza ao Araraquara Agora. 

Ainda segundo ele, com a pandemia e as restrições de funcionamento, o comércio atualmente não trabalha pensando primeiramente no lucro. "Nós estamos trabalhando agora para uma questão de sobrevivência, lucratividade está em segundo plano. Não estamos preocupados em lucratividade, mas sim em manter a atividade econômica ativa e nós estamos fazendo um esforço enorme para o menor número de demissões possível. (...) As dificuldades tem sido grandes, a reclamação é geral. Agora a gente está trabalhando com quatro horas para fazer um pouco de caixa para manter o mínimo necessário para que se mantenha a empresa em pé. Conseguir pagar o aluguel, os seus funcionários, os haveres e muitos deles estão deixando de pagar os seus impostos. É uma questão de sobrevivência mesmo", explicou. 

Mesmo com as dificuldades que o setor vem enfrentando, o líder do Sincomércio destacou ainda existe motivo para comemorar um pouco, pois diferente de outras cidades, em Araraquara os comércios ainda podem atuar, mesmo que quatro horas por dia. Porém, a celebração de fato, ficará em um segundo plano. 

Além disso, Deliza também falou sobre a expectativa de avançar no Plano São Paulo e ter uma maior flexibilização comercial. "Araraquara está preparada já para passar pra fase amarela, já deveria ter acontecido. (...) Estamos sendo case de baixíssima mortalidade, uma referência para todo o Brasil. Eu acho que já está na hora da gente começar a flexibilizar", comentou. 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »