Araraquara Agora Publicidade 1200x90
Araraquara Agora Publicidade 728x90
13/04/2023 às 11h26min - Atualizada em 13/04/2023 às 11h26min

Mãe reclama de descaso no serviço de transporte escolar em Araraquara

Serviço foi negado; ‘só gostaria que minha filha fosse para a escola’

Direto da Redação
Foto Ilustrativa/ Prefeitura Araraquara

Leia Também:
Veja as mudanças previstas na concessão da Rodovia Washington Luís em Araraquara.
Polícia detém suspeito de se masturbar em frente à escola infantil em Araraquara.

 

Desassistência e completo descaso! Essa é a situação relatada pela moradora de Araraquara, Cristina Gonçalves, com relação ao transporte municipal escolar gratuito. A jovem é mãe da pequena Maria Júlia, de seis anos de idade.

 

A garotinha estuda na EMEF Waldemar Saffiotti, na região do Cruzeiro do Sul. Cristina trabalha e não tem condições de levar a criança para a escola. Solicitou ajuda do município, realizou o cadastro da filha para utilizar o transporte escolar, porém o pedido foi negado. O motivo alegado foi que a distância entre o endereço da residência da família e a escola da garotinha, é menor que um quilômetro, que impossibilita o uso do transporte.

 

 

Só gostaria que minha filha fosse para a escola’

 

 

Cristina trabalha com manipulação de alimentos. Seu turno é das 06h às 13h. Ela deixa a filha 5h30 com uma pessoa que cuida da criança, mas que também não consegue levar a menina para a escola. “Ela cuida de um idoso e não pode deixar ele sozinho”, explica.

 

A ajuda que a mãe necessita do município, é que o transporte escolar apenas leve a sua filha para a escola porque ela consegue buscar a criança após o trabalho. “Eu expliquei a minha situação, mas sem sucesso”, desabafa.

 

A filha, que cursa o 1º ano do ensino fundamental, não vai à escola desde o início desta semana. “A minha filha não está indo pra escola e esta semana é de prova e ela está perdendo. Isso vai ser muito prejudicial”.

 

 

 

Mãos atadas

 

Eu não tenho uma rede de apoio para me ajudar. É apenas eu e o pai dela. Já pedi ajuda para várias pessoas. Desde a Secretaria da Educação, Conselho Tutelar, mas ninguém compreende minha situação”.

 

"Eu preciso trabalhar e minha filha estudar”, diz Cristina

 

A mãe ainda ressalta que já procurou por uma Van Escolar, mas não há rotas entre sua casa e a escola. “Eu ainda fui até na escola conversar para ver se eles poderiam abrir uma exceção, para que minha filha entrasse uns minutos atrasada, mas não deixaram”.

 

Eu ainda entrei em contato com outra escola, a Rafael de Medina, para transferi-la de escola, mas me disseram que não aceitavam criança de outro bairro”.

 

Cristina está desesperada. “Acredito que não seria um caso difícil do município resolver. Até porque existem outras demandas que eles resolvem. Um descaso”.

 

Na situação que anda nosso País, com esses ataques, já e difícil confiar em mandar nossos filhos pra escola e ainda o município complica. Eu preciso trabalhar para sustentar minha casa. Eu só gostaria que minha filha fosse para escola e não consigo receber ajuda”.

 

 

Prefeitura Responde

 

Em nota a Prefeitura de Araraquara informou que transporte escolar atende os alunos que residem longe da escola ou “cujo acesso é prejudicado por barreiras físicas, como pontes, rios e avenidas de trânsito intenso. Esses são os critérios utilizados para que os alunos que precisam do serviço possam ser atendidos".

 

“Infelizmente, existem condutas particulares que a Secretaria Municipal de Educação não tem condições de atender. Para fazer jus ao programa é necessário que atenda aos critérios previamente estabelecidos”, justificou.

 

 

Orientação

 

A prefeitura ainda orienta que para garantir o transporte escolar das crianças que se encaixam nos critérios utilizados, a Educação prorrogou o prazo para o cadastro do transporte escolar, que tiveram início no dia 16 de janeiro e seriam encerradas em 31 de março.

 

Porém muitos pais e responsáveis não efetuaram o cadastro ou recadastramento dentro do período estabelecido. Até 20 de abril, os cadastros ou recadastramento continuam sendo feitos”.

 


Veja a nota na íntegra


 

O transporte escolar atende os alunos que residem longe da escola ou cujo acesso é prejudicado por barreiras físicas, como pontes, rios e avenidas de trânsito intenso. Esses são os critérios utilizados para que os alunos que precisam do serviço possam ser atendidos.


Infelizmente, existem condutas particulares que a Secretaria Municipal de Educação não tem condições de atender.


Para garantir o transporte escolar das crianças que se encaixam nos critérios utilizados, a Educação prorrogou o prazo para o cadastro do transporte escolar, que tiveram início no dia 16 de janeiro e seriam encerradas em 31 de março, porém muitos pais e responsáveis não efetuaram o cadastro ou recadastramento dentro do período estabelecido. Até 20 de abril, os cadastros ou recadastramento continuam sendo feitos.


O Programa Municipal do Transporte Escolar tem como objeto a oferta de transporte escolar aos estudantes da Educação Básica, da zona rural e urbana, matriculados na Rede Pública de Ensino do Município de Araraquara. Trata-se de programa de apoio ao transporte escolar para a rede pública de educação básica, de caráter suplementar e não universal. Ou seja, para fazer jus ao programa é necessário que atenda aos critérios previamente estabelecidos.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araraquara Agora Publicidade 1200x90