Araraquara Agora Publicidade 1200x90
Araraquara Agora Publicidade 728x90
07/12/2023 às 10h10min - Atualizada em 07/12/2023 às 10h10min

Boa Esperança do Sul tem nível de excelência em desenvolvimento pela primeira vez, aponta Firjan

Índice de Desenvolvimento Municipal aponta que a cidade subiu mais de 250 posições no ranking estadual, com excelência de gestão municipal

Município tem nível de desenvolvimento socioeconômico acima da média nacional e está entre as 100 melhores cidades de São Paulo

Boa Esperança do Sul é considerada com nível de excelência em desenvolvimento socioeconômico, segundo avaliações do Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM). O estudo lançado neste ano, que coloca a cidade da região de São Carlos entres as 100 melhores do Estado em indicadores de governança, consolida dados da gestão de 2022 dos municípios brasileiros. 

 

Foi a primeira vez desde a criação do estudo, em 2013, que o município conquistou a avaliação de excelência e apresentou uma evolução expressiva. A análise destaca o quanto a atual gestão contribui para melhorar o desenvolvimento socioeconômico local, que chegou a ser considerado de nível crítico em anos anteriores. Para se ter uma ideia dos avanços, Boa Esperança do Sul subiu mais de 250 posições no ranking estadual: uma das que mais aperfeiçoaram o desempenho no território paulista. 

 

No comparativo estadual, a cidade ocupava somente a 324ª colocação entre os 645 municípios paulistas. Atualmente figura entre as 100 melhores do Estado (70º lugar), com nota máxima em gastos com pessoal e próximas da maior pontuação em autonomia e investimentos.

 

Critérios

O estudo considera como indicadores a autonomia, gastos com pessoal, investimentos e a liquidez dos municípios. A pesquisa considera como uma cidade em alto desenvolvimento aquela que consegue resultados superiores a 0,8 ponto, como foi o caso de Boa Esperança do Sul em 2022, com 0,882. 

 

Vale ressaltar que o Índice Firjan é desenvolvido com a participação de Senai, Sesi, IEL e Cirj. O estudo é feito anualmente, com base em estatísticas públicas oficiais disponibilizadas pelos ministérios de Educação, Trabalho e Saúde.

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araraquara Agora Publicidade 1200x90