24/09/2020 às 16h01min - Atualizada em 24/09/2020 às 16h03min

Caça da Força Aérea chega em Gavião Peixoto após primeiro voo no Brasil

O caça Gripen F-39E, da Força Aérea Brasileira (FAB), fez o primeiro voo em solo brasileiro nesta quinta-feira (24). Ele saiu de Navegantes (SC) com destino a Gavião Peixoto, local em que pousou nesta tarde. Por volta das 15h a aeronave foi vista também em Boa Esperança do Sul e outras cidades da região. Na FAB, o caça será chamado de F-39E.

O caça foi feito em parceria da sueca Saab com as brasileiras Embraer Defesa e Segurança, Ael Sistemas, Akaer e Atech. A entrega aconteceu há um ano em voo de testes na Suécia.

No domingo (20), o caça chegou ao Brasil de navio e foi rebocado pelas ruas da cidade na madrugada de terça-feira (22) e também pela BR-470, para ser levado do porto até o aeroporto, onde fez a decolagem pouco antes das 14h. 

A parceira da Suécia com o Brasil começou em 2014 com o contrato no valor de 39,3 bilhões de coroas suecas para o desenvolvimento e produção de 36 caças Gripen E/F para a FAB, incluindo sistemas relacionados, suporte e equipamentos. As aeronaves do programa Gripen Brasileiro serão entregues entre 2021 e 2026 e a transferência de tecnologia ao Brasil será entregue pelo prazo de aproximadamente dez anos.

“A chegada do Gripen no Brasil e o seu primeiro voo são marcos importantes no Programa Gripen. Estamos orgulhosos dessa jornada ao lado de profissionais tão qualificados e comprometidos dos dois países”, comemora Micael Johansson, presidente e CEO da Saab. “Nós estamos seguindo o cronograma de entrega dos caças e mantemos o nosso compromisso de longo prazo com o Brasil”.

[gallery ids="17850,17848"]

O Presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança, Jackson Schneider, destacou o âmbito dessa parceria. “A Embraer desempenhará um papel de liderança na execução do programa Gripen no Brasil e será responsável pelo trabalho de desenvolvimento de sistemas, integração, testes de voo, montagem final e entrega das aeronaves de forma a apoiar a operação da Força Aérea Brasileira. Como parte da transferência de tecnologia o Programa Gripen será uma grande oportunidade para aumentar nosso conhecimento no desenvolvimento e manufatura de uma aeronave avançada de combate”.

O Ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, também destacou a importância do compartilhamento de experiências por meio da cooperação entre Brasil e Suécia. “O Gripen aumenta a capacidade operacional da Força Aérea Brasileira e impulsiona uma parceria que fomenta a pesquisa e o desenvolvimento industrial dos dois países”, declarou o Ministro da Defesa.

Por ser uma aeronave em fase de testes, sua operação deve ser executada em ambientes controlados, sempre buscando a máxima segurança do piloto e da máquina. Os voos de testes na Suécia foram iniciados a partir de agosto de 2019 e, recentemente, o mesmo avião decolou pela primeira vez comandado por um oficial da FAB, o Major Aviador Cristiano de Oliveira Peres.
 
Os primeiros caças serão entregues à Força Aérea Brasileira, na Ala 2, em Anápolis (GO), a partir do final de 2021.

Foto em destaque (direitos autorais): Claudio Capucho - www.estudiocaps.com.br


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Zap
Atendimento
Oi, eu sou Willian Oliveira. Precisa de ajuda? Aqui você pode sugerir pauta, falar com nosso departamento comercial, estamos a sua disposição