21/03/2021 às 11h35min - Atualizada em 21/03/2021 às 14h15min

Lupo completa 100 anos neste domingo (21)

Por Willian Oliveira

Uma das empresas mais tradicionais de Araraquara, e uma das marcas mais conhecidas no Brasil, a Lupo, completa 100 anos neste domingo.

Fundada em 21 de março de 1921 segue sendo comandada pela mesma família e hoje soma mais de 5 mil funcionários e fatura quase um bilhão de reais.

Hoje, mesmo diante do cenário de incertezas da economia por causa da pandemia do novo coronavírus, a indústria é uma das que mais empregam na cidade. São cerca de 5 mil trabalhadores de Araraquara e cidades da região.

O início

A estrutura imponente de hoje, as margens da Rodovia Washington Luís, e até mesmo a tradicional fábrica, no Centro, onde hoje funciona o Shopping, nem de longe lembram o início da trajetória da empresa.

Relojoaria de Henrique Lupo

O fundador da marca foi o imigrante italiano Henrique Lupo, que chegou ao Brasil aos 11 anos de idade, com sua família, em 1888. Começou sua vida profissional como relojoeiro, na Rua 2, em 1902, mas para sorte de Araraquara, ele desistiu do negócio.

Henrique Lupo tinha pouca estrutura, mas muita disposição. Com algumas poucas máquinas de costura ele deu início a produção na fábrica que passou a chamar de Meias Araraquara. Uma banheira era usada para o tingimento das peças.

Com o passar dos anos e a importância do negócio a marca foi se reinventando. Em 1937 virou Meias Lupo e depois, com a ampliação das peças fabricadas, em 1987 virou apenas Lupo.

A torre do relógio

Com o negócio em expansão, Henrique Lupo deu um grande salto em seu negócio ao inaugurar, em 1955, sua nova fábrica, no coração de Araraquara. O prédio, de 4 andares, onde hoje funciona o Shopping Lupo, passou a concentrar toda a produção da indústria e deu uma guinada no negócio da família.

A Lupo foi uma das primeiras indústrias a se instalar na cidade, formou e capacitou trabalhadores, acelerou a industrialização na região central do estado.

O relógio no alto da torre rapidamente virou referência na cidade. O prédio, na época, também provocou espanto pelo tamanho e imponência.

Famoso prédio, no Centro de Araraquara

Importância para as mulheres

Em uma sociedade marcada pelo patriarcado, a Lupo teve grande importância na luta das mulheres por independência. Sua fábrica era quase toda formada por elas que passaram a ganhar dinheiro, ajudar dentro de casa e, em muitos casos, viver bem e financeiramente independente.

Nova fábrica

Em meados da década de 80 o imponente prédio da Rua nove de Julho ficou pequena para a empresa que não parava de crescer. Toda a produção da indústria foi transferida para a planta atual, que tem mais de 20 mil metros quadrados e enorme área para novas ampliações.

Hoje em dia

Hoje a Lupo é comandada pela engenheira civil Liliana Aufieiro, neta do fundador, foi a única mulher na família até hoje a exercer um cargo de direção na empresa. Foi ela que, na década de 90, viu a família quase se desfazer do negócio que ia mal das pernas junto com a economia do Brasil. A venda nunca aconteceu e aos poucos Liliana foi colocando a indústria novamente nos trilhos.

O novo século que se iniciava foi também um dos períodos mais férteis para a marca. Em 2012 nascia a Lupo Sports e em 2016, a marca compra a Trifil, referência no segmento. A partir dessa aquisição, a empresa agregou mais de dois mil funcionários.

O portal Araraquara Agora deseja vida longa a Lupo.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Zap
Atendimento
Oi, eu sou Willian Oliveira. Precisa de ajuda? Aqui você pode sugerir pauta, falar com nosso departamento comercial, estamos a sua disposição