30/03/2021 às 08h43min - Atualizada em 30/03/2021 às 10h40min

Estudantes fazem ato pró-vacina e Educação, no Pontilhão da Barroso

Representantes da União Estadual dos Estudantes, da Juventude Pátria Livre fazem uma manifestação na manhã desta terça-feira (30), no Pontilhão da Barroso, via de acesso a Vila Xavier. Eles colocaram uma enorme faixa preta com os dizeres em branco: "Vida, Pão, Vacina e Educação. Para a diretora da UEE, e estudando de Ciências Sociais, na Unesp, Angélica Ribeiro, o protesto tem como objetivo destacar o que de verdade importa nesse momento de Pandemia fora de controle e preços cada vez mais altos para coisas básicas do dia a dia. "Esse é o nome da campanha porque acho que a política do governo Bolsonaro faz com que essas coisas sejam muito mais difíceis. A gente passou de 300 mil mortos (por coronavírus) e a política do governo atrasa a compra das vacinas. Isso faz com que as pessoas percam o emprego e também que os preços não parem de subir. O auxílio emergencial aprovado é irrisório. O povo é obrigado a ficar em casa por conta da pandemia e precisa começar a escolher entre morrer de fome e morrer de convide. Destacamos também os cortes da Educação e da Saúde, que são que são autorizados pelo governo e são extremamente importantes para a geração de emprego, para o desenvolvimento de vacinas, então nós acreditamos que esse é um momento importante para defendermos essas coisas, o direito a vida, a alimentação, o nosso direito a vacina, para que a gente possa voltar a normalidade", defende ela. O protesto acontece em várias partes do país e conta também com outdoors críticos ao governo. Um, instalado na entrada de Araraquara, que chamava o presidente de "genocida", foi destruído ontem a noite por apoiadores do governo.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Zap
Atendimento
Oi, eu sou Willian Oliveira. Precisa de ajuda? Aqui você pode sugerir pauta, falar com nosso departamento comercial, estamos a sua disposição