31/03/2021 às 00h38min - Atualizada em 31/03/2021 às 01h53min

Após repercussão negativa, Edinho deve alterar decreto de fechamento dos postos

Caiu como uma bomba na cidade de Araraquara a notícia de que um novo decreto tornaria mais restrita a possibilidade de circulação de pessoas na cidade de Araraquara a partir desta quarta-feira (31), até domingo (04). Pior ainda foi a repercussão de um dos artigos do novo decreto, que proíbe o funcionamento dos postos de combustíveis. Trabalhadores essenciais, aqueles que viajam e vem de fora não conseguiriam abastecer na cidade por causa das medidas de restrição adotadas sem explicação pelo município e com decreto editado poucas horas antes de passar a valer. Segundo interlocutores ouvidos pelo portal Araraquara Agora o prefeito Edinho Silva foi alvo de severas críticas não só de moradores, como de adversários políticos e até de aliados, inconformados com a medida extrema e completamente fora de propósito. "Foi todo mundo pra cima dele. Não conversou com ninguém, isso não se faz. Ficamos a deriva sem ter o que responder para as pessoas", disse um aliado. Edinho Silva prometeu colocar a equipe de governo para promover uma alteração na lei ainda pela manhã desta quarta. Segundo o apurado, os postos poderão abrir, mas apenas para abastecer veículos de trabalhadores essenciais. O portal Araraquara Agora tentou contato durante toda a noite com o prefeito, que segue em silêncio sobre o assunto.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Zap
Atendimento
Oi, eu sou Willian Oliveira. Precisa de ajuda? Aqui você pode sugerir pauta, falar com nosso departamento comercial, estamos a sua disposição