05/04/2021 às 10h52min - Atualizada em 05/04/2021 às 11h39min

Detento que teve coronavírus morre na Penitenciária de Araraquara

Um laudo necroscópico deve apontar nas próximas semana a causa da morte do detento Paulo Ricardo Rocha Jesus. Ele passou mal na Penitenciária Regional de Araraquara no último sábado (03), foi socorrido, mas morreu na UPA da Vila Xavier. Chama atenção o fato de Paulo ter contraído coronavírus no começo do mês passado. Ele teve alta no dia 17 e, estava bem de saúde, desde então, segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP). Os profissionais da UPA ficaram por 45 minutos tentando reanimá-lo, mas sem sucesso. Familiares de detentos ouvidos pela reportagem reclamam da falta de informação a respeito do que acontece no presídio. "A gente não fica sabendo que nós filhos estão doentes. Só pelo email e as vezes quando eles já saíram da quarentena. O medo da gente é receber uma ligação igual a que essa mãe recebeu l, que seu filho, do nada morreu", diz a mãe de outro preso, que preferiu não se manifestar. No domingo (4), outro detento, de 62 anos morreu no presídio. As causas da morte estão sendo investigadas. Um teste de coronavírus foi feito e deu negativo. Surto de Coronavírus
Hoje, a Penitenciária de Araraquara está com 141 presos cumprindo isolamento porque contraíram coronavírus dentro da prisão. Outros 329 já tiveram alta. No total, 470 casos foram confirmados no presídio, que tem pouco mais de 2 mil presos.
Desde junho de 2020, a SAP implementou um amplo programa de testagem em massa de servidores e presos sob custódia. A unidade realizou testagem em massa nos dias 11 e 18 de janeiro. Em decorrência da nova cepa do coronavírus, o estabelecimento penal iniciou nova testagem em 28 de fevereiro, finalizado no dia 25 de março. Os cuidados com a população prisional têm sido efetivos: a taxa de recuperados entre os custodiados está em 96,68% e o índice de letalidade, de 0,31%, está muito abaixo da população não privada de liberdade, segundo a SAP. Veja como posicionamento da SAP sobre o caso: A Secretaria da Administração Penitenciária esclarece que o reeducando PAULO RICARDO ROCHA JESUS foi socorrido às 23h45 de sábado, 3, pois estava passando mal na cela. De imediato ele foi encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) mais próxima à Penitenciária de Araraquara, porém ao chegar no local ele estava em parada cardíaca. A equipe da UPA tentou reanimá-lo por aproximadamente 45 minutos, sem sucesso. O custodiado não tinha sinais externos de agressão física e havia testado positivo para Covid-19 em 04/03, porém já não tinha sintomas e havia tido alta em 17/03.
A família foi avisada do óbito. Como de praxe, foi registrado um Boletim de Ocorrência e aberta uma Apuração Preliminar para apurar a conduta durante o atendimento.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »