08/04/2021 às 12h08min - Atualizada em 08/04/2021 às 13h43min

Facebook coloca aviso de fake news em postagem sobre lei aprovada no congresso

O sistema de verificação de informações falsas do Facebook inseriu aviso de "fake news" nas postagens de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro que publicaram um trecho da lei de crime de stalking distorcendo a real motivação do texto.

Publicações davam a entender que o projeto, na verdade, era para punir agentes que tentavam fazer valer as regras de isolamento social contra o coronavírus.

Em uma das postagens feitas na rede social, um araraquarense chegou a relacionar o sancionamento da lei a uma conversa que ele teria tido com o presidente Jair Bolsonaro. 

"Após eu informar ao Presidente que estamos sendo perseguido pelo Prefeito Edinho Silva o Presidente Jair Messias Bolsonaro colocou essa lei em vigor", comentou o internauta. 


O novo artigo penal aprovado criminaliza a ação de "perseguir alguém, reiteradamente e por qualquer meio, ameaçando-lhe a integridade física ou psicológica, restringindo-lhe a capacidade de locomoção ou, de qualquer forma, invadindo ou perturbando sua esfera de liberdade ou privacidade". A punição é de seis meses a dois anos de prisão e pode ser maior caso a vítima seja uma mulher, criança, adolescente ou idosa; caso o crime envolva duas ou mais pessoas; se tiver envolvimento de arma. 


Para explicar o motivo das publicações serem informações falsas, o sistema de verificação do Facebook colocou uma matéria do Estadão explicando o assunto. Veja o conteúdo clicando aqui.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »