Araraquara Agora Publicidade 728x90
03/06/2021 às 18h58min - Atualizada em 03/06/2021 às 18h58min

Edinho Silva alerta para risco de novo lockdown em Araraquara

"É possível evitar que Araraquara feche", disse o prefeito

Por Rian Fernandes
Foto/Divulgação: Celio Messias/Partido dos Trabalhadores
"Sinal de alerta: é possível evitar que Araraquara feche. Só depende de nós". Essa foi a principal mensagem de um pronunciamento feito pelo prefeito de Araraquara. Edinho Silva voltou a se manifestar pelas redes sociais na noite desta quinta-feira (3). 

Regras para um novo lockdown

Durante o pronunciamento, Edinho Silva voltou a comentar sobre a situação da pandemia em Araraquara e a possibilidade do município voltar a ter um novo lockdown. Vale lembrar que para isso, existe uma regra que leva em conta a taxa de positividade da doença. O decreto municipal prevê que a taxa nos testes não pode passar de 30% dos pacientes sintomáticos por três dias consecutivos ou por cinco dias alternados em um prazo de sete dias de intervalo. Se isso acontecer, a cidade pode voltar a fechar tudo novamente. 

Sobre a regra, o prefeito explicou que é a marca de 30% de positivação com relação aos testes realizados em sintomáticos "significa que esse nível de contaminação vai gerar colapso do sistema de saúde. Bateu por 30% por três dias Araraquara vai entrar em lockdown". 

Como evitar o lockdown? 

Para evitar que Araraquara entre em lockdown, Edinho ressaltou a importância do uso de máscara e a não aglomeração pela cidade. "Esse número [da taxa de positividade] tem se repetido durante toda a semana. É possível nós evitarmos que Araraquara feche. É possível, acredite que é possível. [...] Use máscara! Não aglomere! Higienize as mãos". 


O prefeito ainda ressaltou que o diálogo pode auxiliar para que Araraquara não volte a entrar em lockdown. "Você que tem consciência, se você conversar com pessoas que você conhece e que não tem a mesma consciência, você nos ajuda. É possível evitar que Araraquara feche", comentou Edinho. 

Edinho Silva também mostrou gráficos durante o pronunciamento que apontam o crescimento de novos casos diários, internações e de atendimentos realizados na UPA. "Peço que esses gráficos falem por si. Eu preciso de vocês. Araraquara não pode fechar porque as pequenas empresas sofrem. Todos sofrem, mas as pequenas sofrem muito". 

Colapso no sistema de Saúde


O prefeito explicou que o lockdown é preciso para evitar o colapso do sistema de Saúde. "Pessoas nas unidades aguardando internação e não tem leitos. Unidades lotadas, como nós vimos no Brasil. Pessoas deitadas no chão, muitas vezes em lençois e cobertores, porque não tem maca. [...] Se isso acontecer, muita gente vai morrer sem atendimento médico", lembrou. "Por isso que nós somos obrigados a fechar, para que a gente possa criar condições para pessoas doentes serem atendidas", completou. 

O prefeito Edinho Silva também mencionou que Araraquara não vai viver um caos, com pessoas "literalmente empilhadas" aguardando atendimento médico. "Lockdown não é bom para ninguém, mas ele é necessário", salientou. 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araraquara Agora Publicidade 1200x90