Araraquara Agora Publicidade 1200x90
Araraquara Agora Publicidade 728x90
06/09/2021 às 23h42min - Atualizada em 06/09/2021 às 23h42min

Caminhoneiros ameaçam fechar rodovia de Araraquara em ato pró-Bolsonaro

Atos estão previstos para acontecer em diversos cantos do país

Redes sociais

Atos do feriado de 7 de setembro estão previstos para acontecer por diversos cantos do país e não é diferente em Araraquara. Já na noite desta segunda-feira (6), véspera das manifestações, caminhoneiros se manifestaram em um posto de combustível na cidade, nas margens da rodovia Washington Luís. 

Áudios e vídeos que circularam durante o dia pelas redes sociais e grupos de conversa falam em uma possível paralisação dos caminhoneiros na rodovia. No entanto, ainda não se sabe ao certo como serão as manifestações dos motoristas neste feriado.

"Olha os caminhões aí galera do grupo, as faixas. Já começou já o negócio. [...] Para quem tem dúvida que não vai parar", diz um manifestante em vídeo que circula pe.

"A Washington Luís, a SP-255, essas rodovias vão ser fechadas e não vai rodar. Não vai rodar. Só vai passar carro, ônibus, carga viva, produtos perecíveis e remédios. Suco não carrega que não passa", diz um áudio que também circula em redes de conversa.

Atos em Araraquara

Em Araraquara, duas manifestações devem acontecer em pontos importantes da cidade. Uma delas será na Praça da Independência, a partir das 10h. Segundo o organizador, o coordenador regional do Movimento Conservador, Rodrigo Ribeiro, o objetivo é celebrar a data histórica.

“Não será passeata e nem carreata. Será um ato cívico em comemoração aos 199 anos de independência do Brasil e será uma oportunidade de demonstrar o amor pelo País e sua história. Reconhecer as lutas que foram travadas no passado, que garantiram os direitos de hoje, além da manutenção de lutas para que a liberdade do povo brasileiro não seja retirada”, explica.

Segundo Ribeiro não será diretamente uma manifestação pró-Bolsonaro. “A manifestação independe de direita e de esquerda. Hoje a gente vê a importância de se defender a liberdade e a democracia de forma legítima. Boa parte das pessoas que defende valores da família, naturalmente acaba apoiando Jair Bolsonaro, mas nós teremos pessoas que apoiam e que não apoiam, são patriotas. A intenção é realizar uma manifestação histórica e não ideológica”, ressalta.

Já o conjunto da esquerda, unindo os partidos PCO, PT, PSOL e PSTU, com o apoio de organizações sindicais, vão realizar a manifestação “Fora Bolsonaro”. O ato terá início na Praça Santa Cruz, centro da cidade. Segundo Tiago Pires, do Comitê Estadual do PCO, a ação visa manifestar sobre diversos acontecimentos que ocorreram após a eleição de Jair Bolsonaro.

“A gente defende a quebra da patente das vacinas e o controle popular da vacinação. Também o auxílio de verdade, a gente defende que o auxílio seja pelo menos um salário mínimo, tendo em vista que a cesta básica já superou R$600. Além da questão do emprego”, diz.

Tiago ainda ressalta que o ato é também uma manifestação contra a PEC 32. “Ela precariza não só as condições de vida dos servidores públicos, mas também o serviço público oferecido para a população. Também a mini reforma, a MP 1045, que vai aumentar a jornada de trabalho e, consequentemente, escravizar o trabalhador, além da nossa luta para barrar todas as privatizações”, explica.

Os manifestantes vão iniciar o trajeto na Praça Santa Cruz, caminhando pela rua São Bento (Rua 03) até a avenida Portugal, onde descerão até a rua Nove de Julho (Rua 02) e retornarão até a Praça novamente.

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araraquara Agora Publicidade 1200x90