18/11/2021 às 23h49min - Atualizada em 18/11/2021 às 23h49min

Sesc Araraquara tem dança e muito improviso no palco neste fim de semana

Marina Abib e Diogo Granato apresentam o espetáculo “Mulher Diaba e Doutor AmorEstranho”, em duas apresentações

Neste fim de semana, sexta e sábado (19 e 20), sobem ao palco do Sesc Araraquara Marina Abib e Diogo Granato, com o espetáculo “Mulher Diaba e Doutor AmorEstranho”. A montagem é resultado de uma pesquisa dos artistas em Dança Acrobática e Improvisação em Dança Teatro. As apresentações são às 20 horas, e os ingressos variam de R$20 a R$40 reais, podendo ser adquiridos pelo portal do Sesc, ou nas bilheterias das unidades.
 
Este trabalho fala de amor e jazz, amor e dança, amor e teatro, e amor. Para os artistas, “Se você se interessa por amor e dança, amor e jazz, amor e teatro, e amor, esse trabalho pode ser pra você. Talvez você ache que o amor é necessário, hoje, amanhã e ontem. Ou que ele é inerente à vida. Ou não. Talvez você se identifique, ou algo em você seja germinado, ou uma mudança microscópica em algumas sinapses, ou um tsunami de serotonina aconteça no seu corpo. Não sabemos. Sabemos que não há contraindicações para assistir esse trabalho, pois os efeitos colaterais não são perigosos. Ou são?”
 
Marina Abib é amante do movimento, pesquisadora em tempo integral, artista. Bailarina, educadora e articuladora cultural, vive desde 2012 entre Brasil e Europa atuando em diferentes projetos de pesquisa, criação e ensino. Fundadora da Companhia Soma. Foi intérprete criadora dos espetáculos "Raízes" da companhia belga Untamed de Ricardo Ambrozio; "Passo" e do premiado "Naturalmente - Teoria e Jogo de uma Dança Brasileira", de Antonio Nóbrega. Fundou em 2017 a produtora cultural Casa do Movimento e em 2018 o encontro anual de dança C.O.R.P.O."
 
Diogo Granato criador e intérprete de solos de Dança-Teatro como "Aretha", que o rendeu melhor intérprete de 2006, pela Associação Paulista de Críticos de Arte, e "Seis Sentidos?", que encerrou o "Intransit Festival" em Berlim, de duetos com importantes figuras da música como Natalia Mallo (Brasil/Argentina) e Mathias Landaeus (Suécia), e de Sketchbook, um trabalho que mistura parkour, dança, teatro e música com os jazzistas Victor Cabral, Daniel Menezes (Gralha) e Daniel Amorim.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »