01/07/2022 às 07h51min - Atualizada em 01/07/2022 às 07h51min

Superando os 15 mil casos, seis bairros recebem ações de combate à dengue em Araraquara

Centro de Atendimento da Dengue foi desativado; veja onde ir em casos suspeitos da doença

Direto da Redação
Foto: Prefeitura

Os bairros do Selmi Dei, Santa Angelina, Jardim Joinville, Jardim Santa Clara, Jardim dos Industriários e Jardim São Rafael recebem nesta sexta-feira (1º) as ações das equipes de bloqueio contra criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue.

 

As vistorias nas residências são realizadas pelos agentes de combate a endemias da Vigilância Epidemiológica. Também nesta data, serão realizados os serviços de nebulização no Jardim Brasil e fumacê no Yolanda Ópice.


Segundo a Prefeitura, a vistoria é realizada em uma média de 30 mil casas por mês na cidade e em metade delas o trabalho não é concluído por falta de autorização para a entrada, porém vale considerar que 80% dos criadouros de dengue se encontram nas residências, o que torna ainda mais importante a permissão por parte dos moradores.

 



Números da epidemia


Segundo números divulgados nesta quinta-feira (30) pela Vigilância, no ano de 2022 foram registrados 15.474 casos confirmados de dengue. Foram 152 casos em janeiro, 703 casos em fevereiro, 5.072 em março, 4.486 em abril, 3.953 em maio e 1.108 em junho. Neste ano, 17 óbitos causados pela dengue foram registrados em Araraquara.

 



Atendimento
 

O Centro de Atendimento da Dengue, instalado no Hospital da Solidariedade (Hospital de Campanha), foi desativado. A partir de hoje (1º), os casos suspeitos e diagnosticados de dengue serão atendidos nas UPAs Central e Vale Verde, que funcionam 24 horas por dia, e em todas as unidades de saúde do município, que atendem de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 16h30.

 

A UPA da Vila Xavier continuará com atendimento exclusivo para suspeitos e diagnosticados com Covid-19.


Vale lembrar que os sintomas de dengue são febre, dor no corpo, dor de cabeça, dor atrás dos olhos e manchas pelo corpo. No momento em que o paciente procurar o atendimento, ele deve levar RG, Cartão SUS e um comprovante de endereço com CEP.


 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »