Araraquara Agora Publicidade 1200x90
Araraquara Agora Publicidade 728x90
22/06/2021 às 10h49min - Atualizada em 22/06/2021 às 10h49min

Arma que matou onça-parda em assentamento é ilegal

Agricultora pediu para colegas abaterem o animal silvestre

Direto da Redação
Canva
A Polícia Militar Ambiental encaminhou duas pessoas ao plantão policial suspeitas do crime de matar animal silvestre. Um boletim de ocorrência foi registrado no início da noite desta segunda-feira (21).

O fato ocorreu no Assentamento Bela Vista. Segundo o B.O., policiais foram até o local, após receber uma denúncia que uma mulher havia solicitado que dois rapazes abatessem uma onça parda, que estava em uma árvore em frente à casa dela.

O homem que matou o animal silvestre disse à polícia que abateu a onça, porém a arma, que foi entregue pela mulher, uma espingarda calibre 22, não era dele.

Ele ainda disse que o animal foi jogado no Rio Chibarro, mas não foi encontrado, segundo o boletim de ocorrência.

Saiba mais: Homem desobedece medida protetiva, invade casa da irmã e tenta enforcá-la

Já a mulher, que entregou a arma para o abate da onça-parda, justificou em seu depoimento que tem duas crianças em casa e que emprestou a arma para o rapaz para “resguardar a segurança dos dois filhos”. Disse ainda que não tem registro da arma, visto que era de um familiar já falecido.

Não houve flagrante do crime ambiental e ninguém foi preso.

Arma sem registro

Sobre a posse da arma, segundo o boletim de ocorrência, foi impetrada uma fiança para a mulher no valor de R$1.100 reais. Como a agricultora não tem condições financeiras para arcar com esses custos vai responder em liberdade.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araraquara Agora Publicidade 1200x90