c.id = "CleverCoreLoader47680"; c.src = "//scripts.cleverwebserver.com/02461c5130daee73a8c73a51060e2adc.js"; c.async = !0; c.type = "text/javascript"; c.setAttribute("data-target", window.name); c.setAttribute("data-callback", "put-your-callback-macro-here"); try { a = parent.document.getElementsByTagName("script")[0] || document.getElementsByTagName("script")[0]; } catch (e) { a = !1; } a || (a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);
04/05/2020 às 12h30min - Atualizada em 04/05/2020 às 12h30min

Brasil perde Aldir Blanc e Flávio Migliaccio

Segunda-feira (04) triste para o Brasil que perde duas grandes personalidades da nossa Cultura. Morreram o escritor e compositor Aldir Blanc, de 73 anos, vítima da covid-19 e o ator Flávio Migliaccio, 85 anos, encontrado morto em sua casa.

Aldir Blanc

O compositor e escritor brasileiro Aldir Blanc, teve complicações causadas pela covid-19, depois de ficar mais de duas semanas na UTI do Hospital Universitário Pedro Ernesto (Hupe). A morte foi confirmada pela assessoria de Blanc. Ele havia sido hospitalizado em 10 de abril, com um quadro de pneumonia, pressão alta e infecção urinária. Uma semana depois, foi confirmada a infecção pelo novo coronavírus.

Nos anos 1960, Aldir dividia seu tempo entre a música e a medicina, curso em que se formaria com especialidade em psiquiatria. Foi nesta década que ele participou de diversos festivais da canção, compondo músicas interpretadas por Clara Nunes, Taiguara e Maria Creuza.

No início dos anos 1970, abandonou a medicina para se dedicar exclusivamente às artes. E foi nesta década que ele compôs o seu maior sucesso. Com a parceria de João Bosco e na voz de Elis Regina, o mundo conheceu O bêbado e o equilibrista.

Em 1978, publicou as crônicas Rua dos Artistas e arredores. Em 1981, Porta de tinturaria (1981). As duas obras foram reunidas, posteriormente, em 2006 na edição Rua dos Artistas e transversais, que ainda trouxe 14 crônicas escritas para a revista Bundas e para o Jornal do Brasil.

Texto da Agência Brasil
Edição: Denise Griesinger

Flávio Migliaccio

A divulgação da mrote do ator paulista Flávio Migliaccio, 85 anos, foi confirmada na manhã desta segunda-feira (04) também. Ele  foi encontrado morto em seu sítio, na Serra do Sambê, em Rio Bonito. Ele vivia lá desde a década de 70. 

Migliaccio faz parte da história da TV brasileira com papéis históricos como "Shazan, xerife & cia"ao lado de Paulo José.  Migliaccio teria deixado uma carta para os familiares.



Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »