Araraquara Agora Publicidade 1200x90
Araraquara Agora Publicidade 728x90
03/05/2022 às 12h51min - Atualizada em 03/05/2022 às 12h51min

Epidemia de Dengue em Araraquara tem mais de 5.400 casos confirmados

Abril foi o segundo mês que mais teve casos da doença neste ano

A Prefeitura de Araraquara divulgou no fim da tarde desta segunda-feira (2) o balanço de casos da epidemia de dengue na cidade. Segundo a vigilância, são 5.423 confirmações da doença. 

Segundo o divulgado pela Prefeitura, o mês de abril foi o segundo do ano de 2022 que mais teve notificações da doença. Porém, apresentou queda em comparação com março. "Foram 150 casos em janeiro, 701 casos em fevereiro, 3.063 em março e 1.509 em abril", detalhou. Além disso, vale lembrar que a cidade teve dez mortes causadas pela dengue. 

De acordo com o Executivo araraquarense, os agentes de combate a endemias da Vigilância Epidemiológica realizam trabalhos de bloqueio com retirada de possíveis criadouros nos bairros do Jardim Morumbi, Quitandinha, Cruzeiro do Sul e Maria Luiza. Já a nebulização passará pelo Selmi Dei III, enquanto o fumacê será realizado no Selmi Dei I.
 

Os sintomas de dengue são febre, dor no corpo, dor de cabeça, dor atrás dos olhos e manchas pelo corpo. No momento em que o paciente procurar o atendimento, ele deve levar RG, Cartão SUS e um comprovante de endereço com CEP.
 

Os agentes de combate a endemias da Vigilância Epidemiológica trabalham sempre uniformizados, com camiseta cinza e colete marrom, além de circularem em carros oficiais. É importante observar a identificação do agente e autorizar a sua entrada. Em caso de dúvida, o morador também pode ligar no Controle de Vetores, nos telefones 3303-3123 e 3303-3124.

 

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone da Ouvidoria da Vigilância Epidemiológica, que é o 0800-7740440, ou no WhatsApp da Prefeitura, o (16) 99760-1190.

 

Vale lembrar que o descarte irregular de lixo, resíduos sólidos, volumosos (sofás, poltronas e colchões) e queimadas em área urbana e rural também causam danos à saúde e ao meio ambiente. A denúncia aos órgãos oficiais pode ser feita pelo telefone 0800 770 1595.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »