Araraquara Agora Publicidade 1200x90
Araraquara Agora Publicidade 728x90
06/09/2021 às 12h31min - Atualizada em 06/09/2021 às 12h31min

Araraquara aplicou 1.985 doses de vacina de lote suspenso

Vacinas foram recebidas no dia 15 de julho; Butantan diz que medida da Anvisa não deve causar alarmismo

Imagem: Prefeitura de Dom Joaquim

A Secretaria Municipal de Saúde informou nesta segunda-feira (6) que a cidade recebeu e aplicou 1.985 doses de Coronavac que faz parte dos lotes que tiveram a utilização suspensa pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em uma medida cautelar

Em nota, a Secretária Municipal de Saúde destacou que as doses do Lote J202106025 foram recebidas em 15 de julho. "O município agora aguarda novas orientações da Secretaria Estadual da Saúde de como proceder", informou. Ainda conforme comunicado, não há registro de ocorrência adversa em pessoas que tenham recebido as vacinas de lotes suspensos. 

Vale lembrar que a suspensão da distribuição e aplicação de lotes no país aconteceu no fim de semana, uma medida cautelar depois da descoberta que os lotes foram envasados em uma unidade fabril não aprovada pela Anvisa na Autorização de Uso Emergencial da referida vacina

Os lotes
Lotes já distribuídos (12.113.934 doses)
IB: 202107101H, 202107102H, 202107103H, 202107104H, 202108108H, 202108109H, 202108110H, 202108111H, 202108112H, 202108113H, 202108114H, 202108115H, 202108116H e L202106038.  

SES/SP: J202106025, J202106029, J202106030, J202106031, J202106032, J202106033, H202106042, H202106043, H202106044, J202106039, L202106048.   
Lotes em tramitação de envio e liberação ao Brasil (9 milhões de doses)
IB: 202108116H, 202108117H, 202108125H, 202108126H, 202108127H, 202108128H, 202108129H, 202108168H, 202108169H, 202108170H, 2021081701K, 202108130H, 202108131H, 202108171K, 202108132H, 202108133H, 202108134H   

De acordo com a Anvisa, "medidas cautelares não são decisões condenatórias em caráter punitivo, mas sim medidas sanitárias para evitar a exposição ao consumo e ao uso de produtos irregulares ou sob suspeita". 
 

O Instituto Butantan, por meio de nota, salientou que a medida não deve causar alarmismo. "Foi o próprio Instituto que, por compromisso com a transparência e por extrema precaução, comunicou o fato à agência, após atestar a qualidade das doses recebidas. Isso garante que os imunizantes são seguros para a população", esclareceu. 


"O Instituto Butantan encaminhou à Anvisa há 15 dias toda a documentação necessária para a certificação do processo de produção em que foram feitas essas doses. Por isso, tem convicção que ela será concedida em breve. Caso necessário, pode complementar a solicitação com mais dados, inclusive da Sinovac, caso a agência julgue necessário", também pontuou o Instituto Butantan. 
 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araraquara Agora Publicidade 1200x90