19/11/2021 às 12h03min - Atualizada em 19/11/2021 às 12h03min

Histórico: últimos pacientes deixam o hospital de campanha e vencem a Covid-19

Hospital de campanha será desativado e o atendimento será transferido para o Melhado

Os dois últimos pacientes que estavam internados com a Covid-19 no Hospital de Solidariedade, em Araraquara, receberam alta nesta sexta-feira (19). Noete Sampaio Mendes, 50 anos, e Marcos Regiano de Souza, 36 anos, venceram a doença de vez. "Momento histórico na nossa cidade. Momento histórico na luta contra a pandemia", destacou a secretária de Saúde, Eliana Honain. 

 A alta aos pacientes foi dada com mensagens de gratidão e esperança de Araraquara viver dias ainda melhores, principalmente, para uma cidade que já chegou a enfrentar, inclusive, a falta de leitos no meio da pandemia e que teve que passar duas vezes pelo lockdown por conta do crescimento na contaminação. Agora, com a baixa nos indicadores do coronavírus, o hospital de campanha será desativado e os atendimentos passarão a ser realizados no Melhado. 

No entanto, de acordo com a secretária Eliana Honain, a estrutura ainda ficará no local. "Ele vai ficar aqui, mas com certeza, nós não teremos que reativá-lo. [...] Hoje significa a vitória da população de Araraquara e da nossa região", disse ela. Ainda conforme explicado, com a desativação, os recursos do espaço serão redirecionados para outras áreas, visto que a manutenção do local é "muito cara". 

Reforçando o momento histórico que Araraquara vive nesta sexta-feira (19) ao desativar o local, Honain lembrou que o espaço foi aberto em maio de 2020. Lembrou também dos momentos de dificuldades pelos quais a Morada do Sol passou, principalmente, quando a cidade viu os indicadores da pandemia aumentarem neste ano, causando a falta de leitos para muitos pacientes, que eram transferidos para outras cidades. 

"Vencemos o Covid e estamos vencendo a cada dia. Parabéns a todos nós! Muito obrigada por tudo!", agradeceu Eliana. A vitória dos dois últimos pacientes foi transmitida ao vivo pelas redes sociais da prefeitura, que também agradeceu. "Toda nossa gratidão à todos os profissionais que se dedicaram ao cuidado das pessoas que por aqui passaram", diz a mensagem do Executivo araraquarense. 

A transferência do atendimento

 

Na última terça-feira (16) a prefeitura divulgou oficialmente a desativação do Hospital de Solidariedade, esplicando que "com os recursos que estão sendo utilizados no hospital de campanha, a Prefeitura pretende atender outras demandas do município que ficaram represadas por causa da pandemia, inclusive na própria área da Saúde, como as filas de exames e de cirurgias eletivas. São urgências que necessitam de prioridade neste momento de superação da pandemia". 

  

A diretora executiva da FunGota (fundação que faz a gestão das UPAs, do Hospital da Solidariedade e do Pronto-Socorro do Melhado), Lúcia Ortiz, explicou que a estrutura do hospital de campanha está ficando ociosa em razão do baixo número de pacientes — no pico da pandemia, no primeiro semestre deste ano, chegou-se a 71 internados na unidade. 

 

"O número de pacientes com Covid-19 no hospital de campanha diminuiu muito. Estamos por volta de 3 ou 4 pacientes internados. Está uma estrutura muito grande para poucos pacientes", afirma Lúcia Ortiz.

 

"Na Ala C do Pronto-Socorro do Melhado, onde será o futuro setor de endoscopias e colonoscopias, já existe rede de gases e ar comprimido. Serão leitos de UTI e de enfermaria que estarão isolados do restante da unidade e que serão suficientes para essa demanda atual. A estrutura do Melhado está pronta", complementa a diretora da FunGota.

 

Revitalizado e reaberto após pedido da população no Orçamento Participativo, o Pronto-Socorro do Melhado foi reinaugurado como uma unidade de diagnóstico e de retaguarda às UPAs, atendendo casos de baixa complexidade e que não necessitem de internações nos demais hospitais do município.

 

Mas em meio à piora da pandemia, entre o final de 2020 e agosto deste ano, a unidade do Melhado também passou a atender pacientes suspeitos e com confirmação da Covid-19, ajudando a 'desafogar' o hospital de campanha e os demais hospitais de Araraquara. Portanto, o local já possui estrutura adequada para esses atendimentos relacionados ao coronavírus. 


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »