26/11/2021 às 17h01min - Atualizada em 26/11/2021 às 17h01min

Veja os jogadores da Ferroviária que estão emprestados a outros clubes

Lista tem velhos conhecidos e alguns que ainda nem entraram em campo com a camisa grená

Por Guilherme Moro
Foto: Ferroviária SA

Já há alguns anos, a Ferroviária é uma equipe que contrata seus jogadores para disputa do Campeonato Paulista e os cede para diferentes equipes ao longo da temporada, já que estes atletas geralmente possuem mercado em equipes das séries A e B do Brasileirão. 

Alguns atletas estão emprestados pela Locomotiva e muitos deles teriam espaço no atual elenco. Por outro lado, alguns deles não seriam interessantes para disputa de um campeonato tão disputado como é o Paulistão.

Felipe Ferreira - Emprestado ao Botafogo


Felipe Ferreira chegou à Locomotiva para a disputa da Copa Paulista 2017,
ano em que o clube se sagrou campeão da competição.
 
No primeiro semestre de 2018, o atacante foi emprestado ao Taubaté, onde disputou
o Paulistão A2 e retornou no segundo semestre para a disputada Série D e da Copa Paulista.
 
Destaque durante o Campeonato Paulista de 2019, Felipe foi emprestado ao CRB e
depois repassado ao Vasco, onde pode disputar o Brasileirão Série A.
 
Em 2020 ele retornou à Locomotiva e foi um dos principais destaques da equipe,
se tornando o artilheiro da Ferroviária na competição, com 4 gols.
 
Esse foi o último campeonato que Felipe entrou em campo pela Ferrinha,
sendo emprestado para Cuiabá e Botafogo, respectivamente.
 
Até aqui, o atacante disputou 67 jogos pela Ferroviária e anotou 8 gols.

Tony - Emprestado ao Guarani


Contratado em 2019, Tony chegou sob muita desconfiança e mostrou o seu valor.
Já veterano, o meia foi destaque no Paulistão daquele ano e foi até sondado pelo São Paulo.

O destino de Tony no segundo semestre foi o Figueirense, onde ajudou a equipe de
Santa Catarina a se livrar do rebaixamento.

Em 2020, o camisa 7 retornou à Ferroviária onde ficou durante toda a temporada,
mas sem o mesmo rendimento de antes, principalmente no segundo semestre
durante a disputa da Série D.

No início deste ano, após desentendimentos com a diretoria, ele foi emprestado ao Guarani.

Pela Locomotiva, o atleta disputou 44 jogos e marcou 5 gols.

Rafael Luiz - Emprestado ao Red Bull Bragantino


Rafael Luiz foi apresentado pela Ferroviária em fevereiro de 2021, no entanto,
o lateral foi comprado pela Ferrinha em julho de 2020, em acordo firmado junto ao Sport,
clube que o formou. Assim que o contrato foi assinado, ele foi repassado ao Cruzeiro.

Sem ao menos estrear pela Locomotiva, Rafael foi emprestado ao Red Bull Bragantino,
algumas semanas após se apresentar ao clube.


O promissor lateral teve poucas chances vestindo a camisa do Massa Bruta.
Até aqui foram 9 jogos, sendo um deles disputado pela equipe sub-23, no Brasileirão de Aspirantes.

Luís Henrique - Emprestado à Matonense


Luís Henrique é cria da base afeana e recebeu oportunidades no profissional pela
primeira vez na Copa Paulista de 2017, torneio esse que a Ferrinha se sagrou campeã.
 
Em 2018, após ser destaque da Copa São Paulo de Futebol Júnior,
sendo o artilheiro da competição de base, Luís Henrique foi novamente aproveitado no e
lenco profissional e no segundo semestre foi emprestado ao Portimonense (POR).
 
Após retornar em 2019, ele jogou pouco durante a Copa Paulista e em 2020 foi cedido à Caldense,
onde permaneceu durante toda a temporada.

Neste ano, o atacante foi emprestado para o Marília e Matonense. Na equipe de Matão,
Luís conseguiu o principal objetivo do clube, que era o acesso à Série A3 do Paulista.

 

Léo Wall - Emprestado à Matonense



Prata da casa, Léo Wall disputou duas Copinhas pela Ferroviária e treinou com
o elenco profissional durante parte da Série D.

Em julho deste ano, ele foi emprestado à Matonense, onde fez sua estreia 
como atleta profissional, sendo titular durante todo o Paulistão 2ª Divisão e conseguindo o
acesso à Série A3.

Willian Monteiro - Emprestado à Matonense



Outro afeano que está emprestado à Matonense é Willian Monteiro. Cria das categorias
de base, o volante integrou os elencos de 2019 e 2020, sendo titular na Copa Paulista 
da última temporada.

No início de 2021 ele foi emprestado ao Barretos, onde foi um dos destaques da equipe
durante a disputa do Paulistão A3, sendo repassado à Matonense em julho.

Pelo profissional da Ferroviária, Willian disputou 23 jogos.
 

David - Emprestado ao Osvaldo Cruz



Artilheiro da Ferroviária da Copa São Paulo de 2020, David ganhou destaque e chegou 
a ser integrado ao elenco profissional da equipe grená.

No segundo semestre do ano passado, o prata da casa foi emprestado ao Rio Branco-SP, 
onde disputou o Paulista 2ª Divisão.

Assim como Willian, no início desta temporada, o atacante foi cedido ao Barretos e se 
tornou titular da equipe durante todo o Paulistão Série A3.

Após a eliminação do Touro do Vale na A3, o jovem foi emprestado ao Osvaldo Cruz, onde
novamente disputou a popular "Bezinha".

Ele nunca entrou em campo pelo elenco profissional da Ferroviária. 

Marquinhos - Emprestado ao Paulista


Atuando pelas laterais direita e esquerda, Marquinhos recebeu chances na equipe 
profissional com Vinicus Munhoz, em 2019, atuando 13 vezes na temporada. 

Formado pela Ferroviária, o jogador atuou somente em uma partida durante o ano de 2020
e sofreu uma lesão no início de 2021, que o afastou dos gramados por seis meses.

Recuperado, ele foi emprestado ao Paulista de Jundiaí, onde foi titular na disputa do
Paulista 2ª Divisão, marcando 3 gols no decorrer da competição.

Hygor - Emprestado ao Criciúma

 

A história entre Hygor e Ferroviária é antiga. Há pelo menos dez anos o atacante tem seus
direitos econômicos ligados à Locomotiva. 

Oriundo das categorias de base, a primeira vez que o jogador se tornou titular da equipe
foi na Copa Paulista de 2017. Na ocasião, o atacante foi um dos destaques da competição,
marcando dois gols na final do campeonato.

Após um bom Paulistão em 2018, ele foi emprestado ao Sport, onde recebeu poucas 
opotunidades e logo foi repassado ao Juventude.

Sofrendo com as lesões, no início de 2019 ele entrou em campo na fase final da Série D e
depois foi repassado ao Paysandu, onde novamente se lesionou.

Recuperado, em 2020 ele retornou à Ferroviária, onde pela primeira vez,
permaneceu no clube durante toda a temporada.

Após disputar o Paulistão deste ano, ele foi repassado ao Criciúma, onde conquistou
o acesso para o Campeonato Brasileiro da Série B.

Sem contar jogos das categorias de base e partidas antes de 2017, o atleta já ultrapassa 
o número de 70 jogos vestindo a camisa da Ferroviária.

Lucas Mendes - Emprestado ao Operário Ferroviário


Lucas Mendes foi contratado pela Ferroviária para a disputa do Paulistão 2020. 
Destaque no estadual, o lateral permaneceu no clube até o fim da temporada e ficou
marcado pela expulsão contra o Marcílio Dias, em partida que culminou na eliminação
da Ferroviária na Série D.

No início do ano ele foi emprestado ao Operário Ferroviário, que garantiu sua permanência
na Série B do Campeonato Brasileiro.

Pela Ferroviária, Lucas atuou em 31 oportunidades.

Arthur Henrique - Emprestado ao Atlético Goianiense

 

Arthur Henrique é outro velho conhecido da torcida afeana. No clube desde 2017,
o habilidoso lateral permaneceu no clube durante 2017, 2018 e 2019, sendo que nesse
último ano, foi emprestado ao Gil Vicente (POR).

Sondado por grandes clubes após sua volta no meio da temporada de 2020, Arthur 
permaneceu na Ferroviária para a disputa da Série D.

Em 2021, o atleta disputou seu terceiro Paulistão pela Locomotiva e foi repassado ao
Atlético Goianiense, onde disputou somente 6 jogos.

Vestindo a camisa grená, Arthur entrou em campo 72 vezes e não marcou nenhum gol.

Jhoninha - Emprestado ao Ceará (Sub-20/Sub-23)

 

Jhoninha é uma das grandes apostas da Ferroviária para os próximos anos.
O atleta subiu para o elenco profissional em 2019 e foi um dos grandes destaques 
na Copa Paulista do mesmo ano, assumindo a camisa 10 da equipe em diversas oportunidades.

Ele se tornou o atleta mais jovem a marcar um gol pela Locomotiva na última década e 
em 2020 integrou os elencos que disputaram o Paulistão, Série D e Copa Paulista.

No início deste ano, ele foi emprestado ao Ceará e por lá foi campeão do campeonato
cearense sub-20 e recebeu oportunidades na equipe sub-23.

Até aqui, o jovem disputou 28 partidas pela Ferrinha e marcou 2 gols.

Fabão - Emprestado ao Botafogo-SP

Fabão chegou à Ferroviária para a disputa do Brasileirão Série D após bons
jogos pelo Criciúma. 

Após não se firmar no elenco que disputou a competição nacional, ele foi integrado ao 
plantel de jogadores contratados para disputar a Copa Paulista.

No início deste ano, ele foi emprestado ao Botafogo-SP, onde atuou 23 vezes durante 
esta temporada.

Pela Locomotiva, Fabão entrou em campo em 10 oportunidades.

Clayton - Emprestado ao Botafogo-PB


Contratado pela Locomotiva para a disputa do Paulistão 2020, Clayton foi pouco aproveitado
por Sérgio Soares e ao fim do estadual foi emprestado ao Operário Ferroviário.

Em 2021, o meia foi repassado ao Botafogo-PB, clube qual o atleta tem grande identificação
com a torcida.

Pela Ferroviária, Clayton entrou em campo somente 3 vezes e nenhuma como titular. 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »