c.id = "CleverCoreLoader47680"; c.src = "//scripts.cleverwebserver.com/02461c5130daee73a8c73a51060e2adc.js"; c.async = !0; c.type = "text/javascript"; c.setAttribute("data-target", window.name); c.setAttribute("data-callback", "put-your-callback-macro-here"); try { a = parent.document.getElementsByTagName("script")[0] || document.getElementsByTagName("script")[0]; } catch (e) { a = !1; } a || (a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);
29/05/2020 às 15h27min - Atualizada em 29/05/2020 às 15h40min

Restaurante Bom Prato terá refeição gratuita, divulga governo de SP

O restaurante Bom Prato começará a oferecer alimentação gratuita, conforme anunciou o governador João Doria nesta sexta-feira (29). A medida valerá até o dia 30 de julho e poderá ser prorrogada. A estimativa é de que a ação beneficie 15 mil pessoas em situação de rua que estão cadastradas pelas prefeituras. 

“Essa é mais uma medida que reflete a nossa preocupação para a questão social. Pessoas em situação de extrema pobreza já estão recebendo, na Região Metropolitana de São Paulo e em outras regiões do Estado, as cestas com alimentos para atender até quatro pessoas durante 30 dias. Neste primeiro movimento, 1,1 milhão de cestas estão sendo distribuídas”, disse Doria.

Em Araraquara, a rede Bom Prato fica na Avenida 22 de Agosto e vende, atualmente, o café da manhã pelo preço de R$ 0,50, enquanto o almoço e a janta custa R$ 1. 

O convênio de cooperação com as prefeituras começam a partir de segunda-feira (1), junto da Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado. A iniciativa será promovida por meio da apresentação de cartão com QR Code, que caberá para as prefeituras analisar a quantidade, identidade e localização dos beneficiados. A entrega dos cartões e o monitoramento dos serviços também serão de responsabilidade municipal.

“A gratuidade de uma alimentação de qualidade e balanceada, como a que servimos no Bom Prato, permite ao Governo de São Paulo garantir a segurança alimentar desta população, além de assegurar a melhoria em suas defesas frente a esta pandemia”, afirmou a Secretária de Desenvolvimento Social, Célia Parnes. 

O investimento da iniciativa será de R$ 2 milhões, conforme informado pelo Governo do Estado de São Paulo. 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »