Araraquara Agora Publicidade 728x90
25/03/2022 às 07h04min - Atualizada em 25/03/2022 às 07h04min

Morte: Após confirmação do quarto óbito, combate à dengue prossegue nesta sexta-feira (25)

Cidade registra mais de 1,5 mil casos. Drones vão ajudar na busca por focos

Direto da Redação
Foto: Prefeitura

Dengue: Araraquara registra quarta morte.


O balanço divulgado nesta quinta-feira (24), apontou que Araraquara atingiu a marca de 1.510 casos confirmados de dengue em 2022. Foram 138 casos em janeiro, 636 casos em fevereiro e 736 em março.

Neste ano, quatro óbitos causados pela dengue foram registrados em Araraquara. O último deles foi oficializado nesta quinta (24), mas ocorreu na última sexta-feira (18). Trata-se de um idoso de 73 anos, com comorbidades, que estava internado em unidade de saúde da rede pública.


Com o aumento do número de casos, os trabalhos de combate e de conscientização continuam na cidade. O trabalho consiste em bloqueio aos criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue e outras doenças como zika, chikungunya e febre amarela, além de orientações de prevenção.

 

Cronograma
Nesta sexta-feira (24), os agentes de controle de endemias da Vigilância Epidemiológica realizarão trabalhos de vistoria casa a casa nos seguintes bairros:

 

  • Jardim Brasil;
  • Parque Gramado;
  • São Geraldo;
  • Jardim Domingos Sávio;
  • Cecap.

 

Também nesta sexta (25), receberão o serviço de nebulização os bairros:

 

  • Jardim Dom Pedro I;
  • Vila Independência;

 

Já o fumacê passará pelos bairros:

 

  • Parque Igaçaba, no período da manhã;
  • Vila Santa Maria, no período da noite.

 

Drone em ação

 

Na próxima segunda-feira, 28 de março, será realizada uma ação com a utilização de um drone na busca por focos no Centro.


A operação será coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Vigilância em Saúde e da Gerência de Controle de Vetores, em ação conjunta com a Secretaria Municipal de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública. O equipamento também será utilizado em ações em outras regiões da cidade.


O coordenador de Vigilância em Saúde de Araraquara, Rodrigo Ramos, explica como será conduzida a operação desta segunda.

"Será realizado um voo de drone na região central, onde se concentra o maior número de casos de dengue, para procurar focos naqueles imóveis onde não foi possível adentrar ou focos de difícil acesso. Posteriormente à vistoria com drone será feita a vistoria em terra com os agentes de endemia e os fiscais da dengue", salienta.


Alessandra Cristina do Nascimento, gerente de Controle de Vetores, valoriza esse recurso que visa conter a epidemia na cidade.

"É mais uma ação importante no combate ao Aedes aegypti. Com o apoio da Secretaria de Segurança Pública, o drone percorre áreas onde está ocorrendo transmissão da doença e também onde o número de imóveis fechados é grande. Isso possibilita identificarmos alguns tipos de criadouros, como piscinas, acúmulo de inservíveis, lajes e calhas e agirmos imediatamente", assegura.


Vale destacar que os sintomas de dengue são febre, dor no corpo, dor de cabeça, dor atrás dos olhos e manchas pelo corpo. No momento em que o paciente procurar o atendimento, ele deve levar RG, Cartão SUS e um comprovante de endereço com CEP.

 

Além da UPA Central (24 horas), os pacientes sintomáticos também podem se dirigir às unidades de saúde (das 7h30 às 16h30) e ao Centro de atendimento do Hospital de Capanha (das 7h às 19h).


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araraquara Agora Publicidade 1200x90