Araraquara Agora Publicidade 1200x90
Araraquara Agora Publicidade 728x90
13/04/2022 às 11h36min - Atualizada em 13/04/2022 às 11h36min

Carro clonado e usado em roubo em Araraquara dá em dor de cabeça para morador de São Paulo

Veículo estava em um estacionamento para venda há 4 meses. Vitima precisou comprovar “É complicado”, desabafou

Direto da Redação

Um morador da cidade São Paulo tem enfrentando dores de cabeça após o registro de um roubo, na cidade de Araraquara. Rubens de Mello Gabarron precisou comprovar que um veículo, de sua propriedade, foi clonado e assaltantes utilizaram o carro em ação criminosa na Morada do Sol.


O roubo ocorreu no dia primeiro de abril na Vila Harmonia. Três bandidos armados arrombaram o portão da casa e após abordar a família, tentaram abrir um cofre, sem sucesso. O trio acabou levando outro cofre menor da residência. Os bandidos fugiram em um FORD/Ecosport, o veículo clonado da vítima, e em um VW/Gol.


Na época, policiais militares chegaram a abordar o Gol no KM 78 da Rodovia Bandeirantes, na região de Campinas, e prenderam dois suspeitos. Alguns pertences da vítima foram encontrados. O caso segue em investigação pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Araraquara.

 

Veja também: Com golpe de mata-leão, assaltante leva celular de mulher em Araraquara.


Carga Milionária: DIG apreende centenas de galões de defensivos agrícolas em barracão de Araraquara.

 

Ainda no dia primeiro de abril, a mãe de Rubens, moradora em São Paulo, foi surpreendida por policiais, que a abordaram em casa, questionando a localização do filho. Eles ainda relataram que o veículo FORD/Ecosport, pertencente a Rubens, estaria envolvido em um roubo a residência na cidade de Araraquara.


Bandidos haviam clonado o carro de Rubens. A vítima registrou um boletim de ocorrência, relatando os fatos, e esclarecendo que o veículo não estava em sua posse. O FORD/Ecosport estava em um estacionamento para venda, na Avenida Doutor Francisco Mesquita, no Jardim Ibitirama, em São Paulo.


O carro ficou neste local dos dias 16 de dezembro de 2021 até o dia 04 de abril de 2022, sendo impossível estar em Araraquara. O FORD/Ecosport não estava nem em posse de Rubens há cerca de 4 meses. Inclusive foi comprovado o fato, por meio de um recibo emitido pela empesa.
 


Este é o comprovante de que o veículo estava no estacionamento. Ele deu entrada dia 16 de dezembro de 2021 às 10h14 aí ele só saiu dia 04 de abril de 2022 às 9h41. Eu fui buscar o veículo para fazer o boletim de ocorrência, para ver se eles precisavam fazer a perícia no carro. Foram 2.615 horas de permanência do carro no estacionamento”, reforça Rubens.


O Portal Araraquara Agora questionou a Secretaria de Segurança Pública (SSP) sobre o caso e também solicitou orientações de como as vítimas devem proceder em caso de clonagem de carros, mas o Órgão apenas se limitou a responder:

 

O caso é investigado pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Araraquara. Diligências estão em andamento visando a identificação dos autores do roubo e ao esclarecimento dos fatos.



O medo de Rubens é que o carro falsificado, que ainda não foi encontrado e pode estar circulando por aí, pode ser utilizado em outras ações criminosas.

 

Eu trabalho na justiça federal, eu sei que essas questões são burocráticas, mas é complicado”, finalizou Rubens.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »