08/07/2020 às 18h38min - Atualizada em 08/07/2020 às 18h38min

Coronavírus: mortes em Araraquara foram de moradores de 14 bairros

Desde o início da pandemia da Covid-19 os bairros com maior quantidade de casos são divulgados, tendo destaque para Selmi Dei I, Iguatemi e Centro. No entanto, do total de 15 óbitos decorrentes de coronavírus em Araraquara, a maioria foi de moradores de diferentes bairros da cidade. A única região com mais de um óbito, é o Adalberto Roxo. O levantamento já contabiliza a morte mais recente, do idoso de 70 anos, com confirmação divulgada nesta quarta-feira (8). 

Segundo informações colhidas pelo Araraquara Agora com a assessoria da Prefeitura de Araraquara, dos bairros com mais de 50 casos notificados desde o início da pandemia, três tiveram mortes confirmadas decorrentes de coronavírus, sendo o Adalberto Roxo, Selmi Dei e Centro, o último, do óbito mais recente do idoso de 70 anos. 

Vale destacar ainda que segundo o levantamento do programa "Territórios em Rede", que mapeou os seis bairros mais vulneráveis de Araraquara com base em critérios socioeconômicos, renda, escolaridade, faixa etária e outros aspectos, duas regiões compõem a lista, o Cecap e o Jardim Cruzeiro do Sul. 

Além do Cecap, Centro, Cruzeiro do Sul e Selmi Dei, também foram registrados óbitos de moradores dos bairros Jardim Dom Pedro I, Jardim do Valle, Jardim Floridiana, Jardim Imperador, Jardim Serra Azul, Village Damha, Vila Cidade Industrial, Vila Harmonia e Vila José Bonifácio. No Adalberto Roxo, obviamente, foram confirmadas duas mortes decorrentes da doença. 

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »