15/03/2020 às 13h35min - Atualizada em 15/03/2020 às 13h39min

Palmeiras só empata, mas cola no líder Santo André

Por Bruno Alexandre Elias\Palmeiras (Foto: Divulgação Palmeiras)
Neste sábado (14), o Palmeiras visitou a Inter de Limeira, no interior de SP, pela 10ª rodada do Campeonato Paulista 2020. O empate sem gols fez com que o Verdão somasse um ponto, indo a 19 na tabela (5v, 4e e 1d em 10 jogos). O duelo marcou a partida de número 2500 do Alviverde em jogos do Campeonato Paulista e o resultado fez com que a equipe palestrina igualasse o líder geral do Paulistão, o Santo André, do Grupo B, assim como o Alviverde: ambos somam 19 pontos (o time do ABC perdeu neste domingo por 1 a 0 para o Mirassol, fora de casa). O Verdão estreou no Estadual em 13/05/1916, com empate contra o Mackenzie por 1 a 1 (Vescovini marcou o primeiro gol do Maior Campeão do Brasil na competição). Desde então, foram 22 títulos paulistas conquistados e 1406 vitórias, 606 empates e 487 derrotas nesses 1499 compromissos realizados até aqui, além de 4978 gols marcados e 2619 sofridos. Ao final das 12 rodadas do Paulista, pela fase de grupos, começam as quartas de final. Por isso, o Alviverde visa encerrar a primeira fase como líder de seu grupo, já que, o primeiro colocado de cada chave terá a vantagem de jogar em casa contra o segundo nas fases de mata-mata (nas quartas de final, por exemplo, o sistema será de jogo único). Na 11ª rodada, o Palmeiras enfrenta o Corinthians, fora de casa, no domingo (22), às 16h, e o Água Santa na 12ª rodada, no Allianz Parque, no dia 01/04 (quarta-feira), às 21h30. ASPECTOS INDIVIDUAIS: VIÑA O lateral-esquerdo Matías Viña fez mais uma boa partida na lateral-esquerda palmeirense e vem agradando a torcida e o técnico Vanderlei Luxemburgo. O uruguaio, desde que chegou, fez sua sétima partida pelo clube alviverde. ASPECTOS INDIVIDUAIS: VITOR HUGO O zagueiro Vitor Hugo disputou sua primeira partida como titular na temporada 2020, já que Gustavo Gómez cumpriu suspensão contra a Inter de Limeira. O camisa 4 esteve afastado dos campos desde o dia 30/11/2019, contra o Flamengo, devido a uma cirurgia na região inguinal realizada em dezembro, e voltou a jogar no segundo tempo do confronto diante do Guaraní-PAR, pela Libertadores, na última terça-feira (10) – entrou no lugar do próprio Gómez. VITOR HUGO: 4º JOGADOR DO ATUAL ELENCO COM MAIS JOGOS Do elenco atual, Vitor Hugo é o quarto com mais partidas pelo Palmeiras (com 154, atrás somente de Dudu, com 305, e Willian, com 163). O zagueiro ainda é o terceiro colocado na lista dos que mais jogaram no Allianz Parque com um total de 72 partidas, atrás apenas de Dudu (127) e Fernando Prass (86). VITOR HUGO: PERTO DO TOP 10 DE ZAGUEIROS COM MAIS GOLS NO SÉCULO Com 13 gols marcados, o camisa 4 também está perto de entrar no top 10 de zagueiros artilheiros da agremiação esmeraldina em todos os tempos, igualando Nen e Henrique na 9ª posição (ambos com 14 gols). Completam o ranking Júnior Baiano e Roque Júnior, com 16 gols, empatados na 7ª colocação; Daniel, com 18 tentos, isolado na 6ª posição; Bianco Gambini, com 20 gols, na 5ª posição; Cléber, com 21 tentos, na 4ª posição; Vágner Bacharel, com 22 bolas na rede, em 3º; Loschiavo, com 32 gols, na vice-liderança; e Luis Pereira, com 36 gols, maior zagueiro artilheiro da história do Alviverde. ASPECTOS INDIVIDUAIS: WEVERTON O goleiro Weverton assumiu a camisa 1 em 2020 e ultrapassou a marca de 100 jogos pelo Palmeiras nesta temporada – tem atualmente 103. No clube desde 2018, o arqueiro acumula 59 vitórias, 30 empates e apenas 14 derrotas e já possui uma marca extremamente expressiva: ele detém a segunda menor média de gols sofridos dentre os goleiros palmeirenses em todos os 105 anos de história do clube: Weverton levou somente 63 gols em 103 jogos, com média de 0,60 gol sofrido por duelo. Com este número, o acreano só fica atrás do paraguaio Benítez, que tem média de 0,54 (13 gols sofridos em 24 jogos); na terceira colocação, aparece o também paraguaio Gato Fernández, 0,62 (22 gols em 35 jogos). São considerados somente goleiros com ao menos dez jogos disputados pelo Verdão. ASPECTOS INDIVIDUAIS: DUDU O Baixinho foi responsável por estimular o time a criar as principais jogadas ofensivas no último terço do campo, sobretudo no segundo tempo. Vale lembrar que Dudu é o jogador do atual elenco com mais partidas (305) e gols (70). No Palmeiras desde 2015, o jogador é símbolo desta nova era vitoriosa do Maior Campeão do Brasil, com dois títulos brasileiros no currículo (2016 e 2018) e uma Copa do Brasil (2015). ASPECTOS INDIVIDUAIS: LUCAS LIMA O meio-campista voltou a atuar no time pela primeira vez desde o empate por 1 a 1 contra a Ferroviária, no último dia 07. O camisa 20 fez boa atuação, participando do setor criativo e avançando o Verdão ao ataque, desempenhando a função de um meia-armador. VANDERLEI LUXEMBURGO: NÚMEROS GERAIS CONSOLIDADOS NO PALMEIRAS Atualmente em sua quinta passagem, Vanderlei Luxemburgo soma 387 partidas à frente do Palmeiras, já com esta, acumulando 235 vitórias, 86 empates e 67 derrotas. Tetracampeão paulista pelo Alviverde (1993, 1994, 1996 e 2008), Vanderlei é o treinador que mais levantou canecos do Estadual pelo clube, ao lado de Oswaldo Brandão (que faturou os de 1947, 1959, 1972 e 1974). Ambos também são os maiores campeões da história do clube, com sete títulos cada um (Luxa soma os Brasileiros de 1993 e 1994 e o Rio-São Paulo de 1993, enquanto Brandão levou os Brasileiros de 1969, 1972 e 1973). LUXEMBURGO: ÓTIMO RETROSPECTO EM PAULISTÕES PELO ALVIVERDE Com uma série de troféus conquistados pelo Verdão, não é nenhum exagero afirmar que Vanderlei é especialista no Paulistão. Antes dessa participação, ele disputou cinco vezes o Campeonato Paulista pelo Verdão e conduziu o time ao título quatro delas: em 1993, 1994, 1996 e 2008 (só não ganhou em 2009). Com esse número, o treinador se tornou o comandante com o maior número de canecos estaduais levantados pelo Verdão, ao lado de Oswaldo Brandão, que também venceu quatro (faturou os de 1947, 1959, 1972 e 1974). Vale lembrar que o Supercampeonato Paulista de 2002 não entra nessa conta, já que o torneio, nessa edição, possuía outra fórmula de disputa e seus dados não são contabilizados para efeito de estatísticas junto aos demais. LUXEMBURGO: TÍTULOS PELO VERDÃO O comandante esmeraldino já tem no currículo uma coleção de conquistas amistosas pelo Palmeiras. São sete títulos grandes pelo clube: contabiliza-se o bicampeonato brasileiro (1993 e 1994), os quatro campeonatos paulistas (1993, 1994, 1996 e 2008) e um torneio Rio-São Paulo (1993). Somando também os títulos de menor expressão (torneios amistosos e taças únicas), são 17 conquistas no total. São cinco canecos válidos por torneios (Copa Brasil-Itália 1994, na Itália, Torneio Lev Yashin 1994, na Rússia, Copa Euro América 1996, em Fortaleza-CE, Copa da China 1996, na China, e a Florida Cup 2020, nos Estados Unidos) e outros cinco válidos por jogos únicos (Taça Reggiana 1993, na Itália, Taça Nagoya 1994, no Japão, e as Taça Jihan, Taça Xangai e Taça Pequim, todas em 1996, na China). FICHA TÉCNICA INTER DE LIMEIRA 0 X 0 PALMEIRAS Local: Estádio Major José Levy Sobrinho, Limeira (SP) Data-Hora: 14/03/2020 – 16h30 (de Brasília) Árbitro: Vinícius Furlan (SP) Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Fabrício Porfirio de Moura (ambos de SP) Público e renda: Não divulgado Cartões amarelos: Airton, Murilo Rangel (INTER); Ramires, Felipe Melo, Bruno Henrique, Marcos Rocha, Lucas Lima (PAL) Cartões vermelhos: Airton 7’2ºT (INTER), Marcos Rocha 49’/2ºT  (PAL) INTER DE LIMEIRA Rafael Pin; João Victor, Jean Pablo, Jonathan (Lucas Balardin, 23’/2ºT); Léo, Marquinhos, Murilo Rangel (Daniel Vançan, 38’/2ºT) e Thomaz; Airton (expulso), Tcharlles, (Nata Alvarenga, 15’/2ºT) e Lucas Braga. Técnico: Elano. PALMEIRAS ?Weverton; Marcos Rocha, Felipe Melo, Vitor Hugo e Viña; Bruno Henrique (Patrick de Paula, intervalo) e Ramires (Zé Rafael, intervalo); Dudu, Rony e Willian; Luiz Adriano (Lucas Lima, 14’/2ºT). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »