Araraquara Agora Publicidade 1200x90
Araraquara Agora Publicidade 728x90
30/11/2023 às 10h37min - Atualizada em 30/11/2023 às 10h37min

Confira dicas para tirar de letra a segunda fase dos principais vestibulares

Em dezembro começa a maratona de provas para os estudantes que almejam uma vaga na USP, Unesp e Unicamp

Foto Ilustrativa/ Marcos Santos/ USP
  • Quer ficar por dentro das últimas novidades em tempo real? Participe da nossa Comunidade do WhatsApp.
  • Siga nossas redes sociais Facebook Instagram.



Leia Também:
Veja como se inscrever para Concursos Públicos com mais de 50 vagas na Prefeitura de Matão.
Solidariedade: Oficina das Meninas de Araraquara recebe a 6ª Feira Artesanal.




Para os estudantes que buscam uma vaga em uma universidade a maratona de vestibulares continua neste mês de dezembro. Nada de férias por enquanto, a hora é de revisar conteúdo e entender as características de cada prova, em especial da Fuvest, Unicamp e Unesp.


Segundo a professora Ana Paula Franzini Otrenti, o primeiro ponto para essas provas é entender que as matérias da segunda fase são direcionadas para a área do curso escolhido e para desenvolver uma boa prova a primeira dica é reforçar o conteúdo das matérias, para isso “aconselho que façam as provas da segunda fase, atentando-se para a forma de organização da resposta, com objetividade e clareza”.

 

Sobre a redação da Unesp e USP é importante que o candidato trabalhe o senso crítico, evidenciando o posicionamento e nada de proposta de intervenção na conclusão. Esta deve conter a retomada das ideias e da tese e, a professora aconselha o candidato a finalizar a conclusão com análise crítica ou previsão para o futuro, segundo Ana “deve-se fazer a criticidade de forma sucinta na conclusão.” Ana também ressalta que a USP aborda tanto temas objetivos, quanto temas mais subjetivos, assim é importante estar preparado para ambos os perfis temáticos.
Sobre a Unicamp a professora reforça a importância de se estudar os gêneros textuais e as características que os compõem.

 

Vale lembrar que a Unicamp não traz em seu edital lista de gêneros a serem cobrados na proposta de redação, por isso, ler as redações acima da média disponíveis no site da Comvest, auxilia os candidatos a se prepararem para a redação.


Todos os estudantes devem aproveitar esse período para refazer as provas de vestibulares anteriores e treinar redação. “Uma saída é pedir para um professor ler o texto e apontar as melhorias a serem feitas, avaliar se o aluno não fugiu do tema e se o texto está adequado, ter esse retorno é muito importante para aprimorar o texto”, explica a professora.
 

Segundo ela, as provas de segunda fase para Unesp, USP e Unicamp são questões dissertativas. E aqui está outra dica, a gramatica precisa estar intacta.

 

Os vestibulares cobram bastante a elaboração de respostas bem redigidas, e analisam erros ortográficos, de regência, pontuação e concordância, essa dica vale para todas as disciplinas de humanas e biológicas, que exigem respostas textuais, diferente de ciências exatas, as quais cobram dos candidatos mais cálculos”, afirma Ana.

 

Dentre os conteúdos gramaticais mais cobrados nas provas de Língua Portuguesa, que é para todos os cursos, estão:

  • Semântica das conjunções;
  • Funções do “que”;
  • Pronomes;
  • Regência verbal e nominal;
  • Concordância verbal;
  • Pontuação;
  • Uso de artigos dentro da função textual;
  • Advérbios;
  • Processo de formação de palavras análise sintática e morfossintática.


Ana Paula também entende que esses vestibulares são mais conteudista, portanto, o candidato deve estudar bem o perfil da prova e prestar atenção na forma como são elaborados os enunciados de cada disciplina, além de se atentar a questões de vocabulário.

 

Dicas na hora de fazer a redação
 

 

A Fuvest segue um modelo bem tradicional de avaliação cobrando uma dissertação argumentativa, sem apresentar um problema, diferentemente das redações propostas pelo Enem. A banca exige a análise de um fenômeno sociológico, filosófico e comportamental.

 

Suas propostas de redação são conhecidas por proporem reflexões abstratas e filosóficas”, comenta Ana Paula.
 


Já a Unesp, com base nos últimos temas das provas, pode traçar um perfil mais sociológico e o tema envolve conectivos como “e” / “ou” na redação. É fulcral o candidato atentar-se a essas conjunções e para a Unesp, posicionar-se logo na introdução.


A redação da Unicamp é uma avaliação de leitura e escrita. Ela trabalha com gêneros, por isso não se deve esperar um texto dissertativo convencional. “O candidato deve ter claro qual a proposta temática e efetivar o que está sendo solicitado, passo a passo”, explica.




 

  • Formada em Letras pela Unesp – Araraquara e em Direito pela Uniara, Ana Paula Franzini Otrenti também é pedagoga e possui pós-graduação em Teorias Linguísticas e Ensino e em Direito Educacional.
  • Além de atuar como professora e advogada, a profissional é fundadora do APFO Cursos (em Araraquara e Matão e com aulas remotas para todo o Brasil, inclusive para o exterior). O curso oferece aulas voltadas ao aprofundamento em redação para ensino fundamental, médio, vestibulares e concursos.
  • Ana é funcionária pública e atua há 20 anos com seu curso, no qual também oferece aulas de Inglês, do básico à conversação avançada, incluindo aulas preparatórias para viagens, negócios ou demais situações. Além de dar aulas de Direito para concursos nível médio.
  • A profissional ainda trabalha com acompanhamento escolar para todas as idades e aulas de Gramática e Texto, desde ensino fundamental, a vestibulares e concursos. Também oferece curso de Português jurídico para operadores do Direito.
  • Você pode encontrar a @apfocursos através do Instagram ou Facebook.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araraquara Agora Publicidade 1200x90