c.id = "CleverCoreLoader47680"; c.src = "//scripts.cleverwebserver.com/02461c5130daee73a8c73a51060e2adc.js"; c.async = !0; c.type = "text/javascript"; c.setAttribute("data-target", window.name); c.setAttribute("data-callback", "put-your-callback-macro-here"); try { a = parent.document.getElementsByTagName("script")[0] || document.getElementsByTagName("script")[0]; } catch (e) { a = !1; } a || (a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);
29/04/2024 às 11h35min - Atualizada em 29/04/2024 às 11h35min

Casal é encontrado morto dentro de veículo em posto de combustíveis; suspeita é de intoxicação

Vazamento de monóxido de carbono pode ter provocado a morte; caso semelhante tirou a vida de 4 jovens em Balneário Camboriú

Flavio Fernandes
Foto: Reprodução Redes Sociais
Um casal de São Carlos, no interior de São Paulo foi encontrado morto dentro do carro neste domingo (28), em um posto de combustíveis que fica na rodovia Régis Bittencourt em Cajati, também no interior paulista. A cidade, que fica na região do Vale do Ribeira está a mais de 443 quilômetros de São Carlos. 

O comerciante Renato Dias de Oliveira, de 33 anos e a esposa, a advogada Bianca Alves Francisco de Oliveira, de 28, foram encontrados mortos dentro de um Hyundai Tucson. A polícia acredita que um vazamento de monóxido de carbono possa ter ocasionado a tragédia, pois o veículo foi encontrado ligado com o casal no interior, sem marcas de lesões. 

As vítimas retornavam de uma viagem para a Argentina, quando teriam parado no posto por volta da meia noite para descansar com o ar-condicionado ligado e o encontro dos corpos só ocorreu por volta das 15h. O caso foi registrado pela Polícia Militar Rodoviária, mas as causas e as circunstâncias da morte serão investigadas.

O casal era proprietário do restaurante Macarronato, localizado na avenida São Carlos e deixam amigos e familiares muito abalados.

CASO SEMELHANTE

A morte do casal pode ter ocorrido de forma semelhante a de quatro jovens em Balneário Camboriú, Santa Catarina, no final do ano passado. Eles foram encontrados sem vida dentro de uma BMW, também em um posto de combustíveis. A perícia apurou que eles inalaram monóxido de carbono que entrou no compartimento do veículo através do ar-condicionado após um vazamento no sistema de escapamento.

Informações: São Carlos Agora (Leia a Matéria Relacionada).
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »