c.id = "CleverCoreLoader47680"; c.src = "//scripts.cleverwebserver.com/02461c5130daee73a8c73a51060e2adc.js"; c.async = !0; c.type = "text/javascript"; c.setAttribute("data-target", window.name); c.setAttribute("data-callback", "put-your-callback-macro-here"); try { a = parent.document.getElementsByTagName("script")[0] || document.getElementsByTagName("script")[0]; } catch (e) { a = !1; } a || (a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);
05/07/2024 às 17h40min - Atualizada em 05/07/2024 às 17h40min

MP pede condenação do hacker de Araraquara por estelionato no caso das alianças em Ribeirão Preto

Walter Delgatti Neto teria comprado as jóias pela internet no valor de R$ 2,3 mil que foram divididos em sete parcelas no cartão de crédito

Flavio Fernandes
Foto: Reprodução Redes Sociais
O hacker de Araraquara Walter Delgatti Neto foi novamente denunciado, desta vez por um crime de estelionato praticado em uma loja de jóias de Riberão Preto. 

De acordo com o MP-SP o hacker teria comprado um par de alianças em um site no valor de R$ 2.390, que foram divididos em 7x no cartão de crédito em agosto de 2010. Após retirar os acessórios pessoalmente na loja, Delgatti contestou o pagamento junto á operadora do cartão, justificando não reconhecer a compra. 

Com a comprovação de que Delgatti comprou as alianças e retirou no estabelecimento foi possível por meio de imagens de câmeras de segurança que foram anexadas ao processo. O vídeo permitiu que o pedido de condenação fosse feito. 

Após mais de 14 anos o MP-SP (Ministério Público de São Paulo), por meio da promotora Ethel Cipele, encaminhou o pedido de condenação do Hacker. Ele segue preso em Araraquara. 



 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »