c.id = "CleverCoreLoader47680"; c.src = "//scripts.cleverwebserver.com/02461c5130daee73a8c73a51060e2adc.js"; c.async = !0; c.type = "text/javascript"; c.setAttribute("data-target", window.name); c.setAttribute("data-callback", "put-your-callback-macro-here"); try { a = parent.document.getElementsByTagName("script")[0] || document.getElementsByTagName("script")[0]; } catch (e) { a = !1; } a || (a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);
08/07/2024 às 08h33min - Atualizada em 12/07/2024 às 11h44min

Mãe faz vaquinha após filho, de 5 anos, ficar 30 dias entubado em Araraquara; ‘milagre’

Tais Pereira explica que Caio teve complicações de um laringite grave. Ficou com problemas de coordenação motora e nas cordas vocais

Direto da Redação
Arquivo pessoal


Leia Ainda:
Entenda o golpe do 'Pix errado' e saiba como não ser enganado.

Rede atacadista abre 10 vagas de emprego na região de Araraquara.



A moradora de Araraquara Taís dos Santos Pereira, de 30 anos, é mãe do pequeno Caio, de apenas 5 anos. Ambos enfrentam uma luta diária. Em maio, Caio foi acometido por um laringite grave. O garotinho Foi internado na Maternidade Gota de Leite e devido as complicações da infecção da laringe precisou ser entubado no dia 22 de maio.

 

Em junho, ele foi transferido para UTI, do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto onde permaneceu internado para novos exames e permaneceu na unidade até o início de julho, quando teve alta.

 

Taís explica que ele continua o tratamento em casa com medicamentos, acompanhamento de fisioterapia, fonoaudiologia e terapia ocupacional. “Foi um milagre de Deus”. Porém o filho segue debilitado, pois emagreceu durante a internação e “não tem firmeza nas pernas”, disse Taís.

 

 

 

No entanto, o maior problema que a família enfrenta é financeiro. Caio é filho caçula de Taís que tem dois filhos atípicos. Desempregada, por conta da situação de Caio, ela não tem condições de comprar fraudas, medicamentos, vitaminas, terapias e transporte. Elementos necessários para recuperação de Caio.

 

Por esse motivo, a mãe decidiu começar uma vaquinha solidária por meio de PIX. “Caio ainda está fazendo o ‘desmame’ (retirada) dos medicamentos. Ele só foi retirado do leito hospitalar para não correr risco de contrair outro tipo de infecção, só que ele está fraco, não anda e não tem forças pra sentar. Está muito mal”, explica.

 

 

A fonoaudióloga hospitalar falou que se em sete dias a voz dele não voltasse, eu teria que procurar outra profissional. No caso da fisioterapia, eu já fui ao posto e na Secretária de Saúde, mas ainda não tive retorno do início do processo”, relata Taís.
 

 

A mãe ainda explica que o menino ainda terá que se consultar com um alergista, pois ele tem algum tipo de alergia do medicamento que recebeu na UPA. “O problema é que é tudo demorado. Eu estou meio perdida”.

 

Além de dinheiro, a mãe precisa de itens como fraldas (adulto P), um carrinho banheira para carregar Caio.

 

 

Como ajudar Caio

 

 

Para ajudar o pequeno Caio, pode ser doado qualquer quantia para a mãe.

  • Chave PIX: 16 99617 3142;
  • Nome: Tais S Pereira;
  • Banco Santander.



 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »