c.id = "CleverCoreLoader47680"; c.src = "//scripts.cleverwebserver.com/02461c5130daee73a8c73a51060e2adc.js"; c.async = !0; c.type = "text/javascript"; c.setAttribute("data-target", window.name); c.setAttribute("data-callback", "put-your-callback-macro-here"); try { a = parent.document.getElementsByTagName("script")[0] || document.getElementsByTagName("script")[0]; } catch (e) { a = !1; } a || (a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);
17/01/2021 às 23h43min - Atualizada em 17/01/2021 às 23h53min

Morre o professor Ricardo Simões, o guardião da memória de Araraquara

Morreu neste domingo (17), aos 73 anos, o professor Ricardo Simões, um verdadeiro guardião da memória de Araraquara. Simões registrava em vídeo o cotidiano de Araraquara há várias décadas. Nós últimos anos se dedicou a digitalizar parte do seu acervo e adorava compartilhar trechos em suas redes sociais. Ricardo Simões foi encontrado morto, em casa, possivelmente vítima de um enfarte. Deixa esposa, filhos e uma legião de amigos. Formado em Educação Física em São Carlos, deu aulas na Universidade Metodista de Piracicaba, Faculdade de Barra Bonita, Unesp Araraquara, na Academia da Força Aérea e ITA. R. Simões como também era conhecido foi nadador, adorava futebol e boa parte da história da Ferroviária foi registrada por suas lentes.

Na vida pública foi secretário de Cultura na gestão do ex-prefeito Valdemar De Santi.

Seu velório será nesta segunda-feira (18), entre 7h30 e 10h, no Velório Municipal. O portal Araraquara Agora lamenta profundamente a morte de Ricardo Simões e manifesta os mais sinceros sentimentos aos amigos e familiares.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »