c.id = "CleverCoreLoader47680"; c.src = "//scripts.cleverwebserver.com/02461c5130daee73a8c73a51060e2adc.js"; c.async = !0; c.type = "text/javascript"; c.setAttribute("data-target", window.name); c.setAttribute("data-callback", "put-your-callback-macro-here"); try { a = parent.document.getElementsByTagName("script")[0] || document.getElementsByTagName("script")[0]; } catch (e) { a = !1; } a || (a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);
14/07/2021 às 17h55min - Atualizada em 14/07/2021 às 17h55min

Araraquara tem novo decreto e comércio poderá funcionar até mais tarde

Transporte público volta ao horário normal

Por Rian Fernandes

O prefeito Edinho Silva fez um pronunciamento nas redes sociais nesta quarta-feira (14) para falar sobre a publicação do novo decreto municipal. A cidade volta a seguir o Plano São Paulo e os comércios receberão uma nova flexibilização na cidade. 

"Não podemos baixar a guarda, mas vamos dar mais um passo na retomada das atividades", destacou Edinho Silva no título da live feita pelas redes sociais. Durante o pronunciamento, o prefeito ainda salientou que atualmente os araraquarenses ocupam 23% dos leitos de UTI e 30% dos leitos de enfermaria. "Tomamos as medidas corretas. Estamos diminuindo a ocupação hospitalar e socorrendo a região", acrescentou.

Ainda de acordo com o prefeito, 65% da população adulta de Araraquara está vacinada ao menos com a primeira dose. "Não significa que ela não terá contato com vírus. Se ela não tomar os cuidados necessários, mesmo vacinada e imunizada, essa pessoa terá contato com o vírus, com o risco menor de adoecer. Mesmo vacinado e imunizado, faço aqui um apelo: continue tomando os cuidados necessários", salientou Edinho Silva sobre a vacina contra a Covid-19.

A partir de amanhã (15), Araraquara volta para o Plano São Paulo. Assim, os estabelecimentos comerciais poderão atender até mais tarde. O funcionamento será das 5h às 23h.

Além disso, o transporte público volta ao horário normal, segundo o prefeito, com 60% de ocupação e a prefeitura continuará fiscalizando para evitar aglomeração. No entanto, vale mencionar que os ônibus ainda são motivos de reclamação por moradores da cidade.



 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »