c.id = "CleverCoreLoader47680"; c.src = "//scripts.cleverwebserver.com/02461c5130daee73a8c73a51060e2adc.js"; c.async = !0; c.type = "text/javascript"; c.setAttribute("data-target", window.name); c.setAttribute("data-callback", "put-your-callback-macro-here"); try { a = parent.document.getElementsByTagName("script")[0] || document.getElementsByTagName("script")[0]; } catch (e) { a = !1; } a || (a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);
26/01/2022 às 06h29min - Atualizada em 26/01/2022 às 06h29min

Parque do Pinheirinho terá praça inclusiva para pessoas com deficiência

Obra prevê a adaptação das piscinas, além de remodelação dos sanitários e vestiários

Parque do Pinheiro/ Foto: Flavinho Fernandes

O prefeito Edinho Silva (PT) assinou nesta terça-feira (25), a ordem de serviço para início das obras de construção da Praça Inclusiva, dentro do Parque do Pinheirinho, e da adaptação das piscinas do parque para as pessoas que vivem com deficiência.

 

 

Esse investimento, de R$ 1.284.887,54, foi solicitado pela população no Orçamento Participativo, por meio da plenária temática da Pessoa com Deficiência.

 

 

O projeto prevê a construção de uma praça inclusiva ao lado da atual pista de skate, dotada de recursos e equipamentos que permitam seu uso integral por pessoas com diferentes condições físicas e etárias.

 

 

Dentro da área do projeto há um conjunto de sanitários existentes que será ampliado e remodelado para abrigar sanitários e vestiários adaptados para uso por pessoas com deficiência de todas as idades, de crianças a idosos, em conjunto com pessoas sem deficiência física.

 

 

Ao lado desse prédio, uma rampa suave e sinuosa conduzirá o usuário até a nova portaria das piscinas, que garantirão lazer e hidroterapia, com foco principal nos grupos de pessoas com deficiências físico-motoras. Estão previstos ainda uma nova rampa e o reescalonamento dos pisos e profundidade das duas piscinas, de modo a permitir diferentes atividades a públicos diversos.

 

 

Ao lado das piscinas está prevista a construção de um abrigo coberto para acompanhantes e usuários das piscinas. O local também contará com playground inclusivo, contando com balanço, gangorra e carrossel adaptados para atender crianças e adolescentes com ou sem deficiências físico-motoras.

 

 

As duas piscinas serão alvo de reformas e adaptações: a piscina menor deverá passar completa revisão e troca de ladrilhos e impermeabilização; a piscina maior terá todos os seus ladrilhos removidos e o seu contrapiso adaptado para as novas exigências de profundidade variável; esta piscina receberá a construção de uma nova rampa, com inclinação de 10%, de forma a possibilitar seu uso por pessoas com deficiências físico-motoras, além do público em geral; a escada de acesso à piscina maior será mantida, com troca dos ladrilhos e nova impermeabilização.

 

 

Também fazem parte da obra um novo sistema de iluminação para o local, bem como revisão e reparos gerais em todo o sistema elétrico, hidráulico, de motobombas e filtros das piscinas.

 

 

A secretária de Direitos Humanos e Participação Popular, Amanda Vizoná, ressaltou que as plenárias do Orçamento Participativo contribuem para a construção da cidadania e da participação popular.

 

A gente precisa combater o machismo, o racismo, mas a gente também precisa muito combater o capacitismo, essa tendência de excluir que a sociedade tem. E o prefeito Edinho é um gestor que inclui, acima de tudo”, afirmou Amanda.

 

 

A secretária de Desenvolvimento Urbano, Sálua Kairuz, deu detalhes sobre o planejamento e a construção da Praça Inclusiva.

 

 

Não é uma obra pequena. É uma obra muito detalhada. Os arquitetos da Prefeitura foram muito cuidadosos, ouviram quem conhece e precisa do espaço. Vai ser o novo ‘point’ do Pinheirinho. É um projeto moderno, muito lúdico”, destacou a secretária.

 

 

A assessora de Políticas para a Pessoa com Deficiência, Débora Félix, reforçou que a iniciativa do projeto não começou agora.


 

“Isso começou há muito tempo, com a Associação Mães Guerreiras e outras pessoas com deficiência e seus familiares, que votaram no OP. Criar um projeto inclusivo aqui no Pinheirinho é muito importante. Conseguimos fazer um projeto lindo e, daqui a um tempo, espero que todos possam vir e aproveitar esse espaço”, afirmou Débora.

 

 

Representando a Câmara Municipal, a vereadora Thainara Faria (PT) também enalteceu o Orçamento Participativo e seu papel de educar e conscientizar a sociedade sobre o orçamento municipal e a execução das obras.

 

 

Às vezes, as coisas não saem no tempo que a gente gostaria, mas a população participa de cada etapa desse processo. Tenho certeza de que, além de esta obra ser referência para outras cidades, as crianças que usufruirão deste espaço terão memórias importantes para o desenvolvimento delas”, disse a parlamentar.

 

 

Roseli de Fátima Santana, representando a Associação Mães Guerreiras, agradeceu à Prefeitura pela realização da obra e à população que compareceu ao OP para a votação.

 

 

É uma obra muito esperada pelas mães e pelos pais de filhos especiais. Nós idealizamos esse projeto e levamos para a plenária para a votação. Agora estamos nessa expectativa de, em breve, estar inaugurando essa grande praça”, declarou.

 

 

Também estiveram presentes na solenidade o presidente da Câmara Municipal, Aluisio Boi (MDB), a vereadora Fabi Virgílio (PT) e os vereadores Paulo Landim (PT), Emanoel Sponton (Progressistas) e Lucas Grecco (PSL); a secretária Jacqueline Barbosa (Assistência e Desenvolvimento Social); o coordenador de Participação Popular, Anderson Morfy, entre outros coordenadores; a presidente do Comdef (Conselho Municipal de Defesa da Pessoa com Deficiência), Adriana Biasiolo; e Antonio Carlos de Resende, representando a Lagotela, empresa responsável pela obra.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »