11/03/2022 às 17h23min - Atualizada em 11/03/2022 às 17h23min

Procon autua postos de Araraquara que subiram preços de combustíveis antes da hora

Postos foram denunciados e autuados pelo Procon de Araraquara em operação de hoje

Por Rian Fernandes
Marcelo Camargo/Agência Brasil
Um total de 10 postos de combustíveis de Araraquara foram denunciados ao Procon por terem subido o preço dos combustíveis antes mesmo do reajuste anunciado pela Petrobras entrar em vigor. Com isso, o órgão de defesa do consumidor fez uma operação nesta sexta-feira (11) e autuou empresas da cidade. 

Segundo o coordenador do Procon de Araraquara, Rodrigo Martins, a operação foi montada e seis postos de combustíveis foram visitados para fiscalização. "Dos seis, três foram autuados porque nós solicitamos os cupons fiscais do dia 8, 9 e do dia 10 após às 18h. Foi identificado que eles praticaram o aumento um dia antes da previsão de aumento da Petrobras", explicou ele. 

Vale lembrar que o reajuste da gasolina e do diesel foi anunciado ontem (10) pela Petrobras. O aumento entraria em vigor nesta sexta-feira (11), postos de combustíveis anteciparam a subida dos valores um dia antes. "É uma prática considerada abusiva. Não tinha um motivo, uma justa causa para se fazer o aumento. Então três foram autuados e os outros três foram notificados para apresentarem documentos, porque no momento eles não tinham. Se for constatada a irregularidade eles também vão ser autuados", destacou Rodrigo Martins. 

Ainda de acordo com Rodrigo, a fiscalização continuará atuando pela cidade e quem se sentiu lesado ainda pode fazer a denúncia através do WhatsApp do Procon de Araraquara: (16) 9 9701-0120. A operação do órgão visitará os outros locais denunciados e colocará no roteiro mais empresas em caso de novas denúncias. 

As multas

O coordenador do Procon de Araraquara esclareceu que os valores das autuações variam de acordo com o faturamento do postos de combustível. "Normalmente os postos faturam bastante. O faturamento deles é alto, então as multas acabam sendo um pouco altas", salientou. 

Para ele, o importanto é que os postos de combustíveis entendam justamente que a prática é irregular. "Quando tiver denúncia a gente vai fazer a fiscalização nas próximas vezes em que isso ocorrer", completou Rodrigo. 

Vale mencionar na matéria que os endereços e nome das empresas não foram informados. 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »